ALAGOINHAS

ALAGOINHAS

Maior empecilho para Paulo Cezar na disputa eleitoral do ano que vem será a Justiça – Por Caio Pimenta

terça-feira, 9 de julho de 2019

/ by REDAÇÃO

O ex-prefeito Paulo Cezar nos últimos tempos não tem tido vida fácil. Depois de não conseguir eleger sua candidata nas últimas eleições municipais, também não conseguiu se eleger deputado estadual. Duas derrotas eleitorais seguidas que pesam sob o seu histórico recente. Acumular derrotas seguidas é sinal de alerta.
Porém, diante da divisão politica existente em Alagoinhas e da impopularidade e rejeição das principais lideranças politicas da cidade, eis que pesquisas leitorais recentes colocam o ex-prefeito como favorito nas próximas eleições, tendo chances reais de voltar à prefeitura. Mas o vai vem na maré de sorte de Paulo Cezar é algo nítido. Faltando pouco mais de um ano para o próximo pleito eleitoral, processos na justiça podem enfraquecer e desidratar esses números.
O ex-refeito Paulo Cezar é réu em pelo menos 2 ações na justiça, onde é´acusado de participar de um esquema criminoso que desviou dinheiro da verba da educação, mais precisamente no transporte escolar. Além dele, vários dos principais nomes do seu governo figuram como co-réus. Ou seja, não só o ex-prefeito Paulo Cezar que é acusado de cometer ilicitudes, mais ainda, neste caso as acusações comprometem as principais figuras de sua gestão.
Será muito difícil, isso levando em consideração o retrospecto de morosidade da justiça brasileira, que o ex-prefeito caso condenado venha a se tornar inelegível com base na lei da ficha limpa, já que além de uma condenação em primeira instancia, o Tribunal de Justiça da Bahia deverá ratificar essa condenação. Algo difícil de acontecer em um ano e poucos meses.
Apesar disso, enquanto não chega ao fim todo o processo, que pode inclusive inocenta-lo, essa dúvida não é nada bom para Paulo Cezar. Esses processos serão um prato cheio, como já está sendo, diga-se de passagem, para seus opositores. Em tempos de lava jato e rejeição à corrupção, o discurso do ‘rouba, mas faz’ perde força, além do mais, contrariando tudo o que preza os princípios do direito brasileiro, para grande parcela da população, nestes casos ‘todos são culpados até que se prove o contrário’.
Essa situação enfraquece principalmente a condição de Paulo Cezar para firmar acordos com outras lideranças politicas e fortalecer seu nome. A apreensão em saber se haverá condenações sobre ele, ou sobre figuras bem próximas a ele, trazem inegáveis efeitos negativos em sua candidatura. Ficar ao lado de alguém que é suspeito de participar de um esquema de corrupção não é nada bom.
Neste paradoxo está a figura de Paulo Cezar: ex-prefeito bem avaliado, liderando pesquisas eleitorais e colecionando processos na justiça. O que decidirá a justiça? Até que ponto a boa avaliação que teve como prefeito estancará a sangria que se vislumbra com as suspeitas de ilicitudes em sua então gestão? Sem sombra de dúvidas o maior empecilho de Paulo Cezar para voltar a prefeitura será a justiça. Porém, o grande julgador do ex-prefeito será mesmo a população de Alagoinhas.
- News in foco

Nenhum comentário

Postar um comentário

Don't Miss
© Todos os direitos reservados
Desenvolvimento by Agência Alves Comunicação Digital...