ALAGOINHAS

ALAGOINHAS




POLICIAL

POLÍTICA







JUSTIÇA

MAIS NOTÍCIAS

MUNDO

Pioneira no Nordeste, revenda exclusiva Sherwin Williams inaugura quarta loja na Bahia

Nenhum comentário


 

Revenda master pioneira no Nordeste da Sherwin Williams, líder mundial no mercado de tintas, a D'cores Tintas inaugurou, nessa quarta-feira (05), sua quarta loja na Bahia. A nova unidade vai atender ao público de Lauro de Freitas e região e marca o quarto ano da rede no estado. 


 De acordo com a empresária Juliane Duarte, a nova loja "vai proporcionar novas experiências no ramo da pintura, seguindo a proposta de serviço diferenciado da empresa, que alia estratégia de atendimento e suporte aos clientes que buscam uma qualidade acima da média". 

 Em todas as quatro lojas - Pituba, Djalma Dutra, Alagoinhas e, agora, em Lauro de Freitas, - a D'Cores segue trazendo para a Bahia o mix completo de produtos de pintura da Sherwin Williams. "Vamos movimentar o mercado de tintas da região do litoral norte baiano", garante Juliane.

 Localizada na Rua Caramuru, 92 (atrás do Corpo de Bombeiros), em Lauro de Freitas, a nova unidade vai funcionar de segunda à sexta, das 8h às 17h, e sábados, das 8h às 13h.  Veja as fotos da inauguração. 

Maior produtora de celulose solúvel da América Latina recebe visita do vice-governador

Nenhum comentário




_A Bracell, que atua em 35 municípios baianos, mantém unidade industrial em Camaçari_



As operações da maior produtora de celulose solúvel da América Latina receberam uma comitiva do Governo do Estado, liderada pelo vice-governador João Leão, secretário do Planejamento, nesta quinta-feira, 5. A visita percorreu a Fazenda Quatis, em Entre Rios, que abriga área de floresta plantada, o escritório central, em Alagoinhas, e a unidade industrial, em Camaçari. A empresa atua em 35 municípios do Litoral Norte, Agreste e Recôncavo do Estado, gerando aproximadamente 4,5 mil empregos entre próprios e terceirizados. A principal matéria-prima da empresa é o eucalipto, cultivado de modo sustentável em áreas alternadas com mata nativa.


“O Governo do Estado mantém uma agenda positiva com o setor de base florestal baiano, que tem uma relevância expressiva no segmento nacional e para a economia baiana. Em 2020, a contribuição do setor foi de 5% no total do PIB estadual. A Bracell é um grande exemplo, além dos investimentos e empregos gerados, a empresa mudou todo o seu entorno atuando nas comunidades com projetos sociais, beneficiando moradores da zona rural e conservando a mata nativa”, declara Leão.


“A Bracell acredita na Bahia e está comprometida em seguir investindo nas operações e socialmente no estado. A visita da comitiva do vice-governador evidencia a credibilidade da empresa junto ao Poder Público e reforça nossos laços de parceria em favor do desenvolvimento socioeconômico da região”, destaca Guilherme Araújo, diretor-geral da Bracell BA.


No período de 2020/2021, a empresa investiu R$ 19 milhões nos viveiros clonais de eucalipto em Entre Rios e Inhambupe, elevando de 4 milhões para 15 milhões a capacidade de produção da unidade. Foi construído também um Complexo de Proteção Florestal em Alagoinhas com alta tecnologia para diagnósticos e pesquisas de pragas e doenças que atacam o eucalipto.


A Bracell Bahia tem capacidade para produzir 500 mil toneladas anuais de celulose e 99% da sua produção é exportada, principalmente para China, Estados Unidos e Europa. A empresa é a maior usuária do Porto de Salvador. A celulose solúvel é um polímero natural e biodegradável produzido a partir da fibra natural existente nas plantas. Ela é usada como matéria-prima para a produção de medicamentos, cosméticos, viscose, alimentos, pneus de alta resistência, tintas, telas de LCD, celofane, esponjas, armações de óculos, cigarros, lenços umedecidos e outros produtos.



*Setor de base florestal*


De acordo com a Associação Baiana das Empresas de Base Florestal (Abaf), a Bahia detém 618 mil hectares (ha) com florestas plantadas, sendo 95% dedicadas ao eucalipto, o que leva a Bahia a ocupar o 4º lugar no ranking nacional de cultivo dessa espécie. A tradição na heveicultura também pode ser destacada, considerando os 32,3 mil ha (5% da área total) com plantios de seringueira no estado, que visam atender principalmente à indústria nacional de látex.

MP pede prisão preventiva de acusado por tentativa de homicídio da médica que caiu de prédio

Nenhum comentário




 

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) pediu, nesta quarta-feira (4), que a Justiça decrete a prisão preventiva do médico Rodolfo Cordeiro Lucas pela tentativa de homicídio da médica Sattia Lorena Patrocínio Aleixo no dia 20 de julho de 2020, em Salvador. 

Rodolfo foi denunciado pelo MP por crime de feminicídio na modalidade tentada, em razão do denunciado ter agredido fisicamente sua então companheira por razões de condições do sexo feminino, decorrente de violência doméstica e familiar. 

Segundo a denúncia, no dia 20 de julho do ano passado, por volta das 00h30, o médico, após agredir fisicamente Lorena, empurrou-a na direção da janela do quarto do casal do apartamento situado no 5º andar do Edifício Serra do Mar, no bairro de Jardim Armação. Conforme o documento, o acusado teria forçado que as mãos da médica que a mantinha dependurada na janela se soltassem, o que provocou sua queda de uma altura de 15,5 metros, causando-lhe graves ferimentos. 

O promotor de Justiça Davi Gallo ressaltou que o motivo do crime foi torpe, pois a “ação criminosa foi precedida de ameaças pelo agressor em face da vítima, reiterados momentos antes do desfecho trágico, e as quais decorreram do sentimento de posse e da não aceitação da ruptura do relacionamento pelo agressor”. 

Ele complementou que a vítima não teve qualquer chance de defesa, pois foi enforcada e agredida pelo denunciado, desvencilhando-se em determinado momento e permanecendo em pé em cima da cama do quarto do casal. Nesse momento, acuada, teria sido empurrada pela janela e tido suas mãos desprendidas pelo denunciado do local que apoiava quando tentava se segurar, caindo em seguida.

Justiça nega quebra de sigilos bancário e fiscal de Jairinho e Monique

Nenhum comentário

 


O juiz Daniel Werneck Cotta, da 2ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, negou a quebra dos sigilos bancário e fiscal do ex-vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho, e de Monique Medeiros, mãe do menino Henry Borel, de 4 anos, morto no dia 8 de março deste ano, no apartamento onde morava com a mãe e o padrasto. O laudo de necropsia do Instituto Médico-Legal (IML) indicou que a criança sofreu 23 ferimentos pelo corpo e que a causa da morte foi “hemorragia interna e laceração hepática”. 

O corpo apresentava lesões hemorrágicas na cabeça, lesões no nariz, hematomas no punho e abdômen e contusões no rim e nos pulmões, além de hemorragia interna e rompimento do fígado. 

Pedido
O pedido da quebra dos sigilos bancário e fiscal foi feito pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, que levantou “indícios de que Jairinho estaria dissolvendo seu patrimônio para tentar deixar de pagar uma eventual indenização”. 

Na decisão, proferida ontem (3), o magistrado escreveu “que não foram apresentados mínimos indícios de presumida ocultação de patrimônio, com a finalidade de impedir o pagamento de indenização eventualmente imposta por este juízo”. 

O pai do menino Henry, Leniel Borel de Almeida Júnior, que atua como assistente de acusação no processo, entrou na Justiça para que o casal seja condenado a indenizá-lo pela morte da criança em R$ 1,5 milhão. 

Manutenção da prisão
Em julho, o juiz Daniel Werneck já tinha decidido pela manutenção da prisão preventiva do casal. No mesmo ato, o magistrado aceitou o aditamento feito pelo Ministério Público para acrescentar o pedido de condenação dos acusados à reparação dos danos eventualmente causados pelos delitos a que são acusados em favor de Leniel Borel, em valor não inferior a R$ 1,5 milhão. 

O aditamento, no entanto, precisa seguir os trâmites da Justiça para ser confirmado. “Proceda o cartório às cautelas de praxe, trasladando-se para local próprio. Intimem-se as defesas para que, no prazo de cinco dias, ratifiquem ou complementem suas respostas, bem como rol de testemunhas e diligências, ressalvando que eventual inércia será considerada ratificação”, afirmou. 

Prisão
Jairinho e a ex-companheira, Monique Medeiros estão presos desde 8 de abril acusados de homicídio triplamente qualificado. Além da morte de Henry, o ex-vereador foi denunciado pelo Ministério Público Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) em dois casos de torturas em filhos de ex-namoradas e ainda por violência doméstica. No dia 30 de junho, Jairinho perdeu o mandato de vereador por quebra de decoro parlamentar, em decisão unânime da Câmara Municipal do Rio de Janeiro. 

Bolsonaro acusa inquérito de Moraes e ameaça 'antídoto' fora das '4 linhas da Constituição'

Nenhum comentário


 BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Numa nova escalada na crise institucional aberta com o Judiciário, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) reagiu nesta quarta-feira (4) à sua inclusão como investigado no inquérito das fake news e disse, em tom de ameaça, que o "antídoto" para a ação não está "dentro das quatro linhas da Constituição".

  

"Ainda mais um inquérito que nasce sem qualquer embasamento jurídico, não pode começar por ele [pelo Supremo Tribunal Federal]. Ele abre, apura e pune? Sem comentário. Está dentro das quatro linhas da Constituição? Não está, então o antídoto para isso também não é dentro das quatro linhas da Constituição", disse Bolsonaro, em entrevista à rádio Jovem Pan.
  

A crítica de Bolsonaro se refere ao fato de o inquérito das fake news -e a sua inclusão nesta quarta como investigado- ter sido aberto de ofício, e não a pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República).
  

No caso do inquérito das fake news, a abertura ocorreu por decisão pelo então presidente do STF Dias Toffoli e posteriormente referendado pelo plenário da corte.
  

A inserção de Bolsonaro como alvo da investigação, por sua vez, ocorreu a pedido do presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luís Roberto Barroso.
  

A ameaça de agir fora dos limites constitucionais foi repetido em outra ocasião na entrevista.
  

"O meu jogo é dentro das quatro linhas [da Constituição]. Se começar a chegar algo fora das quatro linhas, eu sou obrigado a sair das quatro linhas, é coisa que eu não quero. É como esse inquérito, do senhor Alexandre de Moraes. Ele investiga, pune e prende? É a mesma coisa". 

 

Saída de Nilo do PSB acalmaria os ânimos internos e facilitaria candidatura de Lídice

Nenhum comentário



 A possível chegada do deputado federal Marcelo Nilo (PSB) ao PSL pode ir além da mudança de partido. Essa possível nova morada também pode representar uma maior "calmaria" nos bastidores do PSB, já que facilitaria a candidatura da deputada e presidente estadual da legenda, Lídice da Mata à Câmara dos Deputados em 2022. 

  

Apesar da proposta para que Nilo chegasse ao PSL ter sido feita por Elmar Nascimento, um interlocutor do PSB na Bahia revelou que a atitude seria para "pressionar o governo" e que Nilo "não iria para partido nenhum". "Mas Lídice quer [a saída], pois sabe que ele tem mais votos que ela", completou ao Bahia Notícias, em condição de anonimato. 

  

Já um parlamentar da legenda, também em condição de anonimato, pontuou que a condução de Lídice aponta um desejo de "domínio" sob o partido. A saída de Nilo então representaria uma maior tranquilidade para a parlamentar do PSB, que conseguiria um maior número de votos. Do lado de Nilo, no bloco do PSL, capitaneado por ACM Neto (DEM), uma das alternativas seria a disputa a chapa majoritária, já cobiçada por ele anteriormente.  

  

As disputas internas no PSB são antigas, principalmente envolvendo Lídice e Nilo. Um dos exemplos mais evidentes do confronto interno foi o episódio da decisão do pré-candidato à prefeitura de Poções, no interior da Bahia).  


© Todos os direitos reservados
Desenvolvimento by Agência Alves Comunicação Digital...