ALAGOINHAS

ALAGOINHAS

Neto cita oposição ao falar sobre ISS: "está errado andar de carro e votar contra o ônibus com ar-condicionado para o pobre"

sexta-feira, 12 de julho de 2019

/ by REDAÇÃO

prefeito ACM Neto (DEM) voltou a comentar, nesta quinta-feira (11), que a manutenção da tarifa de ônibus em R$ 4,00 e a chegada de novos coletivos com ar-condicionado dependem da aprovação do projeto de lei que está sob apreciação dos vereadores de Salvador. 
A matéria enviada à Câmara concede isenção do Imposto Sobre Serviço (ISS) aos empresários do setor, como foi negociado no reajuste tarifário de R$ 3,70 para R$ 4,00. Sem a isenção, o valor chegaria a R$ 4,12. 
“Eu não posso imaginar que nenhum vereador tenha condições de ser contra isso, mesmo a oposição. Vá lá que a oposição não goste de mim, é da vida. Agora, não gostar das milhares de pessoas que andam de ônibus todo dia? Eu tenho feito essa pergunta”.
Ao final do seu discurso para moradores do Bairro da Paz, nesta quinta-feira (11), ACM Neto usou tom mais provocativo ao mencionar que seus oposicionistas andam confortavelmente de carro particular com direito a motorista.   
“Os vereadores de oposição todos têm carro de ar-condicionado e motorista. Todos. Eu não estou dizendo que está errado. Está errado é o vereador de oposição andar de carro com ar-condicionado e motorista, e votar contra o ônibus com ar-condicionado para o povo pobre de Salvador. Isso está errado”, declarou, na ocasião em que assinou ordem de serviço para nova iluminação em led na região.
Em maio, um mês após o aumento da tarifa, o prefeito ACM Neto admitiu que já estava concedendo isenção do ISS e da taxa de fiscalização às empresas de ônibus de Salvador, mesmo sem ter tido aval da Câmara de Vereadores.
Ele argumentou, na época, que estava “amparado” pela assinatura do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado no Ministério Público da Bahia (MP-BA), quando houve acordo para o reajuste. A promotora Rita Tourinho contestou que o TAC tivesse efeito legal para tanto.
A matéria precisa ser apreciada pelos vereadores até 30 de agosto, quando vence a condição negociada no TAC. “Se a Câmara não votar, não tenho outra alternativa. Graças a Deus eu estou com a consciência tranquila porque a prefeitura mais uma vez está fazendo a sua parte", encerrou ACM Neto.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Don't Miss
© Todos os direitos reservados
Desenvolvimento by Agência Alves Comunicação Digital...