ALAGOINHAS

ALAGOINHAS

Gol é condenada a pagar R$38 mil a consumidor por atrasar voo e obrigá-lo a se hospedar com desconhecido

quarta-feira, 4 de setembro de 2019

/ by REDAÇÃO

companhia aérea Gol foi condenada por uma magistrada baiana a pagar R$ 38 mil por danos morais a um consumidor. A empresa teria causado diversos constrangimentos decorrentes de atraso de voo e hospedagem indevida.
De acordo com a queixa, a companhia aérea atrasou em 48 horas a chegada do passageiro ao seu destino, não forneceu alimentação durante o período e ainda o teria obrigado a dormir com um desconhecido em um quarto duplo de hotel. Diante das irregularidades apresentadas, a juíza Lívia de Melo Barbosa, titular da 1ª VSJE do Consumidor de Salvador, defendeu a tese da ofensa à boa-fé contratual, lembrando que o problema no serviço prestado ocasionou o dano moral, “devendo se evitar que práticas como estas voltem a acontecer”.
Para o advogado da parte autora, Rafael Frank, a postura da magistrada contribuiu para amenizar e compensar os danos ocasionados aos consumidores que, na maioria das vezes, não são reparados de forma integral (danos ínfimos). Ele acredita que esta decisão terá influência em novas sentenças condenatórias. 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Don't Miss
© Todos os direitos reservados
Desenvolvimento by Agência Alves Comunicação Digital...