ALAGOINHAS

ALAGOINHAS

Tradicional São Pedro, em Riacho da Guia, encerra a mais extensa grade de festejos juninos do interior baiano

segunda-feira, 1 de julho de 2019

/ by REDAÇÃO


Nem a chuva foi capaz de parar o forró em Riacho da Guia, no último final de semana. Com muita animação, o público foi, aos poucos, enchendo a praça pública, no domingo (30), para mais uma celebração tradicional. E quando São Pedro foi convocado, interrompendo o “aguaceiro”, as famílias não pararam o “arrasta pé”. Animação total do começo ao fim.

No palco, a banda Xote Mania, que abriu os festejos de São Pedro no último domingo, em Riacho da Guia, chegou levando para o distrito os clássicos do rei do baião. Agito no palco e fora dele também: empolgado com a participação popular, o vocalista da banda, Fabrício Thales, desceu e cantou junto com o público, que organizou uma quadrilha improvisada para tornar a festa ainda mais bonita na praça.
Foto: Roberto Fonseca
“Estou adorando. Hoje eu gostei de Fabrício, que foi meu cantor preferido da noite. Todo ano eu venho para o São João e o São Pedro. Adorei!”, disse Dona Maria Bernadete, de 58 anos, que avaliou positivamente a escolha das bandas.
Quem deu continuidade ao festejo tradicional foi o forrozeiro Zé Duarte, que levou para o Riacho da Guia sucessos dos mais de 30 anos de estrada com a arte da sanfona e da zabumba. O encerramento ficou por conta do Forró Corpo de Mulher, que levou o festejo noite adentro com animação para todos os públicos.
Foto: Roberto Fonseca
A programação da festa de São Pedro, tradicionalmente realizada, deu continuidade, no último final de semana, aos festejos iniciados com o Trem do Forró, no dia 12 de junho, em mais uma realização da Prefeitura que, este ano, proporcionou, à população, a mais extensa grade de festejos juninos do interior baiano.
Foram shows na Estação São Francisco, ponto histórico da cidade, no Mercado do Artesão, com a Vila de Santo Antônio, na Avenida Joseph Wagner e nos distritos, com São Pedro abrindo as portas para o forró.
Segundo a Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo (SECET), responsável pela iniciativa, os festejos fazem parte da cultura popular nordestina que precisa ser preservada.
Foto: Roberto Fonseca
No caso de São Pedro, o misto de religiosidade, crença popular e folclore garantiram diversão generalizada, com reflexos para a cultura, a memória e também para a economia local.
Maria José, que aproveitou o São João e o São Pedro, no distrito, para fazer uma “renda extra”, nesse período do ano, gostou das festas. O amendoim que ela planta na roça, perto de Inhambupe, virou “tira-gosto” em Riacho da Guia. E as vendas, impulsionadas pela celebração, contribuíram para complementar a renda dentro de casa.
Foto: Roberto Fonseca
“Aqui está maravilhoso. Tenho vendido mais salgados e amendoim. O amendoim vem de Inhambupe e da minha roça. Tô achando maravilhoso. Toda vida eu trabalhei aqui. Tenho 45 anos que eu trabalho aqui nesse canto. Acho o festejo ótimo, maravilhoso. Vende mais”, pontuou.
Para Iraci Gama, vice-prefeita e secretária municipal de cultura, esporte e turismo, além da valorização dos artistas da terra, é também uma forma de movimentar toda a cadeia produtiva.
“Tudo o que a gente quer é preservar essa tradição valorizando os artistas da terra, criando oportunidades de emprego e renda para muita gente que, nesse período, vende um pouquinho mais, costura mais. Você vê que as quadrilhas têm figurinos que são verdadeiras obras de arte. Não é qualquer costureira que faz um vestido desses. É também uma oportunidade de descobrir talentos, de promover pessoas que estão acostumadas a realizar o trabalho, mas não têm oportunidade de mostrar a sua competência, o seu potencial. Uma comemoração dessas termina sendo um momento especial de grandeza para toda a comunidade, não apenas para quem gosta do evento, mas também para aqueles trabalham durante os dias de festa”, salientou a gestora da pasta.
Quem dançou, “forrozeou” e cantou junto, no sábado e no domingo, celebrando São Pedro, abraçou a proposta da Administração Municipal.
Foto: Roberto Fonseca
“Ótima a festa! Maravilhosa! Ótima organização. Tudo ótimo. Gostei muito. Ontem eu vim com o marido. Hoje, com a família. Ah, é a cultura, principalmente aqui do Riacho. O Riacho sem forró não é o Riacho. Eu frequento aqui há vários anos e cada ano está melhor que o outro. A chuva foi só para aquecer!”, relatou a moradora Luciene Maria de Jesus.
Foto: Roberto Fonseca
A diversão e a segurança das famílias, nos dias de festa, foram garantidas por efetivos da Guarda Municipal e da Polícia Militar, que trabalharam com patrulhas no local.
Segundo o vereador Noberto Alves, o “Bebé”, a atuação das patrulhas foi fundamental para assegurar a tranquilidade da festa para todos os públicos.
A realização é da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo (SECET).
Confira mais fotos deste domingo (30):
Foto: Roberto Fonseca
Foto: Roberto Fonseca
Foto: Roberto Fonseca
Foto: Roberto Fonseca
Foto: Roberto Fonseca
Foto: Roberto Fonseca


Nenhum comentário

Postar um comentário

Don't Miss
© Todos os direitos reservados
Desenvolvimento by Agência Alves Comunicação Digital...