ALAGOINHAS

ALAGOINHAS

Nota de repúdio ao ato de intolerância religiosa contra o Terreiro Ilê Asé Oyá L’adê Inan

quarta-feira, 29 de maio de 2019

/ by REDAÇÃO

A Prefeitura Municipal de Alagoinhas repudia veementemente as manifestações de intolerância religiosa cometidas recentemente no município. Na noite desta segunda-feira(27), um grupo de cerca de 30 pessoas se posicionou em  frente ao terreiro Ilê Asé Oyá L’adê Inan, localizado no Bairro Santa Terezinha, para desqualificar e desrespeitar as religiões de matriz africana, associando-as a imagens demoníacas, proferindo frases como ‘Satanás vai morrer’ e ‘Vamos invocar Jesus para fechar a casa de Satanás’.
As agressões contra Mãe Rosa de Oyá, sua família e demais membros do terreiro ocorreram tão somente porque estes integram uma comunidade que segue as tradições do Candomblé, distorcendo a importância histórica e cultural das religiosidades negras, dos Babalorixás e Ialorixás, os quais são considerados guardiões e guardiãs da memória de povos africanos escravizados no Brasil. Além disso, estes tipos de manifestações tentam impor uma visão errônea de que a religião dos orixás é falsa, satânica, difundindo, portanto, uma postura intolerante e discriminatória, o que é inadmissível.


A Secretaria de Assistência Social , por meio da Diretoria de Reparação Racial e do Conselho Municipal de Desenvolvimento da Comunidade Negra Afrodescendente, e a Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo(SECET), por meio da Câmara de Culturas  Populares e Identitárias do Conselho de Política Cultural, informam à população que estão acompanhando o caso desde o início, e que envidarão  esforços para que sejam investigados todos os fatos dessa e de outras agressões sofridas por estas comunidades.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Don't Miss
© Todos os direitos reservados
Desenvolvimento by Agência Alves Comunicação Digital...