Alagoinhas: Professora assassinada cruelmente, família clama por justiça

28/03/12 13:05

No último dia 26 de fevereiro, a professora Jaqueline de Oliveira Alves Borges de 31 anos foi até a casa de sua sogra onde pretendia usar o liquidificador para preparar a alimentação da sua filha de apenas sete meses de idade. No momento em que estava de costas para a sua cunhada de pré nome FRANCIS, foi atacada COVARDEMENTE por ela, onde foi  jogado em suas costas uma panela com água fervendo, e não satisfeita a cunhada ainda desferiu vários golpes de facão em Jaqueline, atingindo o seu pescoço, braços e tórax. A professora desesperada voltou pra o seu apartamento que fica na parte superior da mesma residência clamando por socorro, e preocupada em a cunhada tentar também contra a vida de sua filha. As outras cunhadas providenciaram o socorro, onde ela foi encaminhada para o Hospital das Clínicas (HCA).  Três dias depois, Jaqueline foi transferida pra o hospital Espanhol em Salvador onde não resistiu e faleceu no dia 15 de março. Queremos informar a todos os nossos internautas, que em momento algum, a imprensa de nossa cidade tomou conhecimento do fato, e que só ficamos sabendo do episódio no dia em que ela veio a óbito. Informações passadas pela família, é que a polícia dissera que a cunhada  FRANCIS, se apresentou com Advogado e que no momento ela não podia mais ser detida. Vale salientar que a professora Jaqueline e a Cunhada Francis nunca tiveram problema algum, para justificar tal violência.  A equipe de reportagem do Aragão Notícias foi chamada para tornar o caso público.  A família clama por JUSTIÇA.

(Reportagem e fotos: Marcus Aragão)