BAR1PRINC
an
 
Página Inicial  Contato Mundo  Arquivo Alagoinhas Entrevista Rádios
 
Três ataques suicidas do Boko Haram matam ao menos quatro pessoas na Nigéria  
Três ataques suicidas na noite de sábado mataram ao menos quatro pessoas em Maiduguri, capital do estado de Borno, na Nigéria, informou a polícia local. O porta-voz do comandante da polícia estadual de Borno...
 
linha190  
NOTICIAS DESTAQUE:      

Grupo conserta computadores e doa para estudantes de baixa renda na BA

Acusado de tentar obstruir Lava Jato, Lula depõe hoje na Justiça Federal

Após nocaute, Vitor Belfort recebe suspensão de um mês pelo UFC

linha190 linha190 linha190

Muçulmanos radicais no Brasil já pregam fim de cristãos e judeus

 linha190

TCU deve liberar venda de ativos da Petrobrás

linha190

Pelo menos 50 investigados da Lava Jato sem foro privilegiado estão no STF

linha190

 
 

Google:                                          

CONTATO

linha190

 
  
 

Enquete

 

O que você prefere ouvir?

  • Arrocha
  •  
  • Pagode baiano
  •  
 
  Tel: (75) 3422-3727
 
 

3181-4391 / 99870-2705

99973-5753 / 99982-1846

JARDIM PETROLAR

 

VAGAS DO SINE CLIQUE AQUI
 
 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Publicidade

Ministro do TSE pede alegações finais para julgar chapa Dilma-Temer

22 de Março de 2017 14:30

 

Relator da ação que pode levar à cassação da chapa de Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB) nas eleições de 2014, o ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), encerrou nesta terça-feira, 21, a fase de instrução do processo – etapa em que são coletadas as provas que vão embasar o julgamento.Ao encerrar a fase de instrução, o ministro sinaliza que a ação já se encaminha para a etapa final – Herman tem manifestado nos bastidores o desejo de levar o caso ao plenário antes da saída do ministro Henrique Neves, que deixará a Corte Eleitoral em 16 de abril.O ministro também fixou o prazo de dois dias para as alegações finais de Dilma, Temer e do PSDB – o partido é o responsável por mover a ação que apura se a chapa que venceu as eleições presidenciais de 2014 cometeu abuso de poder político e econômico para se reeleger.Conforme informou na semana passada o Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, os últimos sinais demonstrados pelo ministro já indicavam que o caso estava perto de ser levado ao plenário da Corte Eleitoral.Um desses sinais foi a determinação do ministro de que delatores da Operação Lava Jato ouvidos pela Corte Eleitoral apresentassem dentro de 48 horas documentos ou outros dados de corroboração que dizem respeito aos depoimentos já prestados à Justiça Eleitoral.O despacho de Herman Benjamin, proferido no dia 9 de março, abrangia depoimentos de delatores que foram ouvidos pelo TSE ao longo do ano passado, como o ex-diretor de abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, o ex-diretor da área internacional da estatal Nestor Cerveró e o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado.Além disso, Herman também negou na semana passada a maioria dos pedidos apresentados pela defesa de Dilma, que poderiam adiar ainda mais a conclusão das investigações. O ministro rejeitou, por exemplo, o requerimento da petista para que o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e o ex-assessor especial da Presidência José Yunes prestassem depoimentos à Justiça Eleitoral.

STJ nega habeas corpus a Eduardo Cunha

22 de Março de 2017 13:20

Por unanimidade, a 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve preso o deputado cassado Eduardo Cunha. O ex-presidente da Câmara está preso em Curitiba, no âmbito da Operação Lava Jato, desde outubro. Ele é réu por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Em fevereiro, o Supremo Tribunal Federal (STF) negou um recurso da defesa de Cunha. Entre outras coisas, o plenário da Corte considerou que já estava em tramitação no STJ um habeas corpus ainda pendente de análise. A partir de agora, com a negativa da 5ª Turma do STJ, os advogados do peemedebista podem novamente recorrer ao Supremo. Cunha aposta nos tribunais de Brasília - STJ e STF - para sair da prisão. Até agora, no entanto, os julgamentos foram negativos para a defesa do peemedebista. Interlocutores de Cunha dizem que o ex-presidente da Câmara não admite falar em negociação de delação premiada antes de esgotar todas as possibilidades de defesa. Na 5ª Turma do STJ, os ministros seguiram o voto do relator, ministro Félix Fischer. Para ele, enquanto o dinheiro supostamente recebido por Cunha a partir da prática de crime não for totalmente rastreado há risco de "dissipar o produto do crime", o que inviabiliza a recuperação dos valores. Os ministros apontaram que há indícios de crimes envolvendo ao menos US$ 1,5 milhão. Cunha foi preso em 19 de outubro, na ação em que responde por lavagem de dinheiro e corrupção, acusado de receber propina oriunda de um contrato da Petrobras na África e manter o dinheiro em contas secretas na Suíça. O caso foi encaminhado a Moro após ele ser cassado e perder o foro privilegiado.

Temer decide excluir servidores estaduais e municipais de reforma da previdência

22 de Março de 2017 12:50

O presidente Michel Temer anunciou nesta terça-feira (21) que a reforma da previdência não valerá para servidores estaduais e municipais. Ele divulgou a alteração no projeto ao lado de ministros, líderes do governo no Senado e na Câmara, além dos deputados Carlos Marun (PMDB-MS) e Arthur Maia (PPS), presidente e relator, respectivamente, da Comissão Especial da Reforma da Previdência. "Surgiu com grande força [na reunião] a ideia de que deveríamos obedecer a autonomia dos estados. "Reforma da Previdência é para os servidores federais" afirmou. Até então, o projeto de reforma da previdência excluía apenas militares das Forças Armadas, bombeiros e policiais militares. Temer ressaltou que cabe aos estados reformular a previdência de seus servidores. "Vários Estados já providenciaram sua reformulação previdenciária. Seria uma relativa invasão de competência e não queremos neste momento levar adiante", disse.

PF prende policial federal e blogueiros no MA por informações vazadas sobre operações

22 de Março de 2017 12:40

A Polícia Federal do Maranhão deflagrou uma operação nesta terça-feira (21) para cumprir mandados de prisão temporária contra três blogueiros e um policial federal que já atuou como secretário adjunto de Inovação Penitenciária do Estado. De acordo com a PF, ele revelava antecipadamente fatos sob sigilo de Justiça a blogueiros, que ameaçavam funcionários públicos e empresários, e pediam valores em troca da não divulgação das investigações contra eles. Os investigados aproveitavam o acesso às informações vazadas e fugiam ou destruíam provas. Além dos quatro mandados de prisão temporária, os cerca de 80 policiais federais que atuaram na operação também cumpriram quatro mandados de condução coercitiva e 15 de busca e apreensão. A Operação da PF, batizada de Turing, apura ainda possíveis frustrações do caráter competitivo de licitações do sistema prisional, assim como eventuais desvios na execução de verbas públicas.

Acusado de participar de explosão em agência morre após ser baleado por PM

22 de Março de 2017 12:30

Um acusado de participar de um roubo a uma agência bancária na cidade de Irecê morreu nesta terça-feira (21). Ele estava internado no Hospital Regional da cidade após ser baleado por policiais militares durante o crime, que aconteceu na madrugada desta segunda (20). De acordo com a Polícia Militar, equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) foram recebidas a tiros pelos criminosos. Os policiais revidaram e atingiram o suspeito. Durante a ação foram apreendidos um revólver e uma espingarda. A PM ainda faz buscas para encontrar e prender os envolvidos na explosão da agência bancária.

Polícia Militar de Alagoinhas leva fio de esperança as famílias carentes com entrega de cestas básicas

22 de Março de 2017 12:20

O 4º Batalhão da Polícia Militar (4º BPM) na cidade de Alagoinhas (BA) sob o comando do Tenente Coronel Jarbas Carvalho, continua levando fio de esperança para as famílias carentes da cidade, com entrega de cestas básicas.

Na tarde desta terça-feira, 21, Policiais Militares da Companhia Emprego Tático Operacional (CETO), estiveram no bairro de Santa Terezinha e adjacências e realizaram entrega dos alimentos.

 A campanha de arrecadação de alimentos, conta com apoio da população e de alguns comerciantes, e atende famílias que estão em estado de vulnerabilidade.

Você internauta cidadão pode apoiar a Polícia Militar neste ato de solidariedade ao próximo. Doe uma ou quantas cestas básicas você puder. A entrega pode ser feita na sede do 4º Batalhão da Polícia Militar em Alagoinhas.

(Luciano Reis)

Noticias policias de Alagoinhas dia 22-03-17

 Homem foi assaltado na Vila Massal

Segundo relato da vitima estava no ponto por volta das 6 da manhã, quando surgiram dois elementos que estavam numa moto modelo Biz vermelha, onde o carona armado de revolver anunciou o delito, sendo subtraído o seu aparelho celular.

Mulher foi assaltada próximo do Fórum

Ela contou na delegacia que retornava para casa, por volta das 15 horas, quando foi surpreendida pelas costas com algo lhe furando. Que um meliante anunciou o assalto ordenando para que passasse a bolsa e não olhasse para traz, e assim foi feito. Prejuízo de documentos, cartões, penca de chaves, celular etc.

Bandidos atacaram no Marechal Floriano

Uma mulher foi assaltada por uma dupla de marginais, momento que passava na esquina da casa Dantas entrada do Marechal Florino, onde os mesmos estavam numa motocicleta Pop 100 branca e o carona exibindo um revolver anunciou o delito. levaram um celular.

Cobrador de empresa de ônibus foi assaltado em Alagoinhas Velha

Segundo relato do funcionário da empresa, um elemento armado de revolver, anunciou o delito dentro do ônibus da empresa Trans Soares, e levou a quantia de R$ 800,00 reais. na avenida Airton sena, ele desceu e entrou em um beco.

Homem é preso dentro de micro ônibus tentando assaltar

Foi detido pela PM e depois imobilizado por populares, a pessoa de Roque Neidson do Nacimento . Ele tentou assaltar um transporte alternativo, momento que deu uma gravata em uma senhora, e a ameaçava de morte, portando um caco de vidro.

Naquele momento o motorista deu uma FREIADA NO BUZU, fazendo com que o bandido se desequilibrasse, caído, e ferindo-se na perna com o próprio caco de vidro.

Imobilizado pelos demais passageiros, a PM foi acionada encaminhando-o para o hospital e depois, foi levado a delegacia onde foi flagranteado. Vale salientar que o elemento Neidson já conta com passagens por diversas delegacias por delitos diversos.

Elemento que ameaçava as pessoas no riacho da guia foi detido pela PM

Foi detido pela PM no dia de ontem a pessoa de Edson dos santos Aragão. Ele armado com uma pequena garruncha e uma espingarda de ar comprimido, estava ameaçando pessoas da comunidade. Vale salientar que Edson já havia sido preso pro tráfico de drogas, onde ficou custodiado por cerca de 5 meses. A autoridade policial adotou as medidas cabíveis.

Criador do touro de Wall Street critica a ‘garota destemida’

22 de Março de 2017 08:20

Colocada em frente ao touro de Wall Street, a estátua de uma menina em pose de desafio instalada em 7 de março, véspera do Dia Internacional da Mulher, causou descontentamento no escultor italiano Arturo Di Modica, criador do touro de Wall Street, ponto turístico mais visitado em Nova York depois da estátua da liberdade. “Eles estão tirando vantagem”, disse Di Modica em entrevista ao jornal Daily News. Segundo o artista, as pessoas estão “cometendo um erro” acreditando que a “garota destemida” é um símbolo do emponderamento feminino. “Meu touro é um símbolo da América. Meu touro é um símbolo de prosperidade e força. Eu fiz essa escultura para todo o povo americano. Não especificamente para homens, mulheres ou gays”, acrescentou. A estátua foi instalada pelo fundo de investimento State Street Global Advisors com a permissão da prefeitura e se tornou tão popular que está circulando uma petição para que ela permaneça no local. A obra da escultora americana Kristen Visbal, deveria permanecer por uma semana, mas em 8 de março, o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, anunciou que ela ficará até 2 de abril. A menina enfrenta a estátua icônica do touro de Wall Street, batizada de Charging Bull, instalada em dezembro de 1989. A escultura foi produzida e financiada por Modica, que gastou 350 mil dólares (cerca de 1 milhão de reais) em seu touro de bronze de 3200 quilos. O conselheiro e amigo de Arturo Di Modica, Arthur Piccolo, considerou que a colocação da estátua da menina foi “um tema excelente”, “fabuloso”, mas sustentou que trata-se, sobretudo, “de uma campanha de publicidade de uma grande empresa”, da qual a Prefeitura e a Secretaria de Parques e Jardins “não tiram nenhum benefício”. A “menina destemida” foi colocada no local como parte de uma campanha que visa aumentar a diversidade de gênero no ambiente tradicionalmente masculino de Wall Street. (AFP)

Elevador Lacerda fica roxo em prol da conscientização da Epilepsia

22 de Março de 2017 07:50

O Elevador Lacerda seguirá iluminado na cor roxa durante todas as noites até o próximo domingo (26). O intuito da modificação é chamar atenção de para o Dia Mundial de Conscientização da Epilepsia. A intervenção é realização da Secretária Municipal da Ordem Pública (Semop). O Dia Roxo, ou Purple Day, acontece anualmente em 26 de março, quando todo o mundo é convocado a vestir roupa roxa da com em prol da conscientização da epilepsia. Em Salvador, a Liga Brasileira de Epilepsia estima que existam entre 30 mil e 60 mil pessoas com a doença. O número de portadores da doença, ainda segundo a organização, pode chegar a 300 mil em todo o estado.

Novo programa de Pedro Bial sofre com impasses na Globo

22 de Março de 2017 07:40

Desde quando a Globo decidiu trocar Jô Soares por Pedro Bial, a emissora vem enfrentando inúmeros impasses para conseguir chegar a um formato de talk show semelhante ao deixado pelo extinto 'Programa do Jô'. O ex-apresentador do 'Big Brother Brasil' foi o escolhido para comandar a jornada, e está empenhado com toda a produção para colocar no ar o quanto antes o formato que sequer tem nome definido. Porém, de acordo com o colunista Flávio Ricco, apesar dos rumores da data de estreia, o programa não tem nada confirmado e a indecisão vem tomando conta dos bastidores. Por falta de organização, boatos dão conta de que, caso tudo continue como está, é bem provável que o talk show só estreie no segundo semestre. Enquanto isto, a emissora está tentando tapar o buraco deixado na programação. A faixa, que está sendo ocupada pelo “Álbum da Grande Família”, pode sofrer por ainda mais por conta da falta de conteúdo.

STJ nega habeas corpus a Eduardo Cunha

22 de Março de 2017 07:30

Por unanimidade, a 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve preso o deputado cassado Eduardo Cunha. O ex-presidente da Câmara está preso em Curitiba, no âmbito da Operação Lava Jato, desde outubro. Ele é réu por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Em fevereiro, o Supremo Tribunal Federal (STF) negou um recurso da defesa de Cunha. Entre outras coisas, o plenário da Corte considerou que já estava em tramitação no STJ um habeas corpus ainda pendente de análise. A partir de agora, com a negativa da 5ª Turma do STJ, os advogados do peemedebista podem novamente recorrer ao Supremo. Cunha aposta nos tribunais de Brasília - STJ e STF - para sair da prisão. Até agora, no entanto, os julgamentos foram negativos para a defesa do peemedebista. Interlocutores de Cunha dizem que o ex-presidente da Câmara não admite falar em negociação de delação premiada antes de esgotar todas as possibilidades de defesa. Na 5ª Turma do STJ, os ministros seguiram o voto do relator, ministro Félix Fischer. Para ele, enquanto o dinheiro supostamente recebido por Cunha a partir da prática de crime não for totalmente rastreado há risco de "dissipar o produto do crime", o que inviabiliza a recuperação dos valores. Os ministros apontaram que há indícios de crimes envolvendo ao menos US$ 1,5 milhão. Cunha foi preso em 19 de outubro, na ação em que responde por lavagem de dinheiro e corrupção, acusado de receber propina oriunda de um contrato da Petrobras na África e manter o dinheiro em contas secretas na Suíça. O caso foi encaminhado a Moro após ele ser cassado e perder o foro privilegiado.

Igreja Universal inaugura templo em penitenciária feminina

22 de Março de 2017 07:20

Por unanimidade, a 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve preso o deputado cassado Eduardo Cunha. O ex-presidente da Câmara está preso em Curitiba, no âmbito da Operação Lava Jato, desde outubro. Ele é réu por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Em fevereiro, o Supremo Tribunal Federal (STF) negou um recurso da defesa de Cunha. Entre outras coisas, o plenário da Corte considerou que já estava em tramitação no STJ um habeas corpus ainda pendente de análise. A partir de agora, com a negativa da 5ª Turma do STJ, os advogados do peemedebista podem novamente recorrer ao Supremo. Cunha aposta nos tribunais de Brasília - STJ e STF - para sair da prisão. Até agora, no entanto, os julgamentos foram negativos para a defesa do peemedebista. Interlocutores de Cunha dizem que o ex-presidente da Câmara não admite falar em negociação de delação premiada antes de esgotar todas as possibilidades de defesa. Na 5ª Turma do STJ, os ministros seguiram o voto do relator, ministro Félix Fischer. Para ele, enquanto o dinheiro supostamente recebido por Cunha a partir da prática de crime não for totalmente rastreado há risco de "dissipar o produto do crime", o que inviabiliza a recuperação dos valores. Os ministros apontaram que há indícios de crimes envolvendo ao menos US$ 1,5 milhão. Cunha foi preso em 19 de outubro, na ação em que responde por lavagem de dinheiro e corrupção, acusado de receber propina oriunda de um contrato da Petrobras na África e manter o dinheiro em contas secretas na Suíça. O caso foi encaminhado a Moro após ele ser cassado e perder o foro privilegiado.

O governador Luiz Fernando Pezão e o secretário estadual de Administração Penitenciária, Erir Ribeiro da Costa Filho, estiveram em reunião no dia 14 de fevereiro, com líderes da Igreja Universal para tratar da construção dos templos, que, segundo a Seap, “têm o objetivo de auxiliar no processo de ressocialização dos presos”. O Extra procurou a assessoria de imprensa da Igreja Universal do Reino de Deus, mas ninguém foi encontrado para comentar o caso. Em março deste ano foi inaugurado um templo na Penitenciária Feminina de Sant’Ana, no Carandiru, Zona Norte da Capital Paulista.

Eliminado do 'BBB 17', Rômulo diz que sonhou com a morte da mulher

22 de Março de 2017 06:50

O jogo chegou ao fim para Rômulo Neves! Eliminado do “Big Brother Brasil 17” na noite desta terça-feira, 21, em paredão com Ieda e Marcos, o diplomata deixou a casa mais vigiada do Brasil com 65,12% dos votos. Ele disputou o paredão com os gaúchos Ieda e Marcos, que receberam 6,83% e 28,05% dos votos, respectivamente. Em conversa com a imprensa após o “paredão”, o eliminado mostrou alívio por ter deixado as “picuinhas” com os colegas do reality para trás e revelou estar feliz por ter reencontrado sua família. "Eu queria muito reencontrar a minha mulher. O alívio de deixar aquelas conversas vazias e discussões sem fundamentos é imenso. Eu já estava sem saco para o trio que se formou e da forma que eles estão levando o programa. A vontade de estar com a minha mulher neste momento era muito maior", falou Rômulo, que logo que avistou Ana na plateia do programa já começou a chorar de alegria.

A saudade e a emoção de reencontrar a mulher teve para Rômulo um significado que ele não revelou dentro do reality. O ex-BBB sonhou na casa que Ana tinha morrido. "Não dividi isso com ninguém, mas o arrependimento naquele momento de ter entrado para o confinamento foi grande. Se ela morresse enquanto eu estava na casa seria muito trágico pra mim. Não falei pra ninguém na casa do sonho. O máximo que perguntei numa conversa foi: 'Já pensou se a Ana morre?'", contou ele. Para Rômulo, apesar da força de Emily nos paredões, ele não acredita que ela será a vencedora do "BBB 17". "Quem ganha esse programa é a Vivian. Ela junta todas as qualidades para ser a vencedora. A Emily só está no jogo porque ela é boa para a trama, para o roteiro. Confesso que não acredito que ela ganhe, e se ela ganhasse eu ficaria extremamente decepcionado e preocupado. O comportamento dela é preocupante para ser repetido e exemplo", disse o ex-BBB.

Investigados pela ‘Carne Fraca’ estão dispostos fazer delação

22 de Março de 2017 06:40

Pelo menos dois fiscais explodidos pela Polícia Federal na Operação Carne Fraca já adiantaram aos seus advogados que estão loucos para contar o que sabem numa delação premiada. (Veja)

Janot quer investigar nove ministros de Michel Temer

22 de Março de 2017 06:30

A delação dos ex-executivos da Odebrecht deve atingir quase um terço do primeiro escalão do governo Temer. De acordo com o jornal O Globo, Blairo Maggi (Agricultura), Eliseu Padilha (Casa Civil), Moreira Franco (Secretaria-Geral), Aloysio Nunes (Relações Exteriores), Bruno Araújo (Cidades), Gilberto Kassab (Ciência e Tecnologia) e Marcos Pereira (Desenvolvimento) estão na lista de pedidos de inquérito do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Outros dois ministros também estão na lista, mas os nomes deles ainda não foram divulgados. No entanto, o peemedebista já determinou que seus ministros só deixarão o governo caso sejam tornados réus em ações penais. Na terça-feira (22), em viagem ao Paraná, onde foi inspecionar o frigorífico alvo de outra operação da PF, o ministro da Agricultura negou que tenha sido beneficiado pela Odebrecht. “A chance de estar nesse negócio é zero. Não tem a mínima chance. Nunca tive negócio com esses caras. Minha única relação com eles (Odebrecht) foi pagar pedágio na rodovia que eles construíram. Para mim, seria ótimo se tirasse o sigilo. Tão certo que não tem nada como amanhã é outro dia”, disse. (Bahia.Ba)

Fapesb tem dívida de R$ 70 milhões; reitor envia ofício a Rui

22 de Março de 2017 06:20

O reitor da Universidade Federal da Bahia (Ufba), João Carlos Salles, encaminhou um ofício ao governador Rui Costa na qual manifesta preocupação com a situação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), que acumula R$ 70 milhões em dívidas. O débito reúne projetos já aprovados que ainda não foram pagos e projetos selecionados ainda não contratados. “Parte dessa dívida envolve projetos apoiados em parceria com agências do governo federal, e a continuidade desta situação levará a FAPESB a uma inadimplência com tais agências, trazendo evidentes prejuízos para a Bahia. Para ilustrar, informamos que os valores totais de projetos de docentes da UFBA em 2016 não chegam a 10% dos valores aprovados no ano anterior”, aponta o reitor. Salles defendeu no documento a relevância da Fapesb, que foi criada há 15 anos na esteira de outras fundações de amparo à pesquisa regionais, inspiradas na Fapesp, de São Paulo, que tem sido “a experiência mais duradoura e de maior sucesso”, considerando que outras instituições do gênero deixaram de existir em outros estados. O gestor faz um apelo ao governador para buscar uma solução para a fundação. “Foi a relevância dessa instituição para a ciência e educação no país e no nosso estado que levou, recentemente, a Academia Brasileira de Ciência e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, através de seus presidentes, a expressarem preocupações com a situação ora vivenciada pela FAPESB”, relata. (BN)

Ipiaú: PM aborda taxista e encontra 102 quilos de maconha em porta-malas

21 de Março de 2017 18:20

Uma carga de 102 quilos de maconha foi apreendida dentro de um táxi em Ipiaú, no Médio Rio de Contas, sudoeste, na noite desta segunda-feira (20). A droga era transportada no porta-malas do veículo. O motorista do táxi e o passageiro foram presos em flagrante e acusados de tráfico de drogas. A ação foi realizada por policiais militares do Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto) do 19º Batalhão e do pelotão da 55ª CIPM. Eles suspeitaram de um táxi veículo modelo Siena e abordaram o motorista na BR-330, na saída de Ipiaú para Barra do Rocha. Ao averiguar o carro, os policiais encontraram no interior do porta-malas caixas com a droga embalada. A maconha teria sido adquirida em Jequié e seria entregue na Itabuna, no sul baiano. Ainda segundo a PM, a droga apreendida e os suspeitos foram apresentados na sede da 9ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), em Jequié. (BN)

Arlindo Cruz abre os olhos após ter sedação reduzida; estado de saúde é grave, mas estável

21 de Março de 2017 17:40

De acordo com um boletim médico divulgado nesta terça-feira (21), pela Casa de Saúde São José, o cantor Arlindo Cruz apresentou sinais de consciência e conseguiu abrir os olhos ao ser chamado. Os médicos informaram ainda que o processo de redução dos sedativos tem sido feito de forma cautelosa, respeitando o planejamento terapêutico. “Ele está reagindo muito bem. Seus sinais vitais estão todos preservados. As medicações estão surtindo efeito. Tudo dentro dos conformes. É uma mente brilhante, que está reagindo”, disse Babi, mulher do artista, em entrevista ao jornal O Globo. O estado de saúde do cantor, que sofreu um AVC hemorrágico na última sexta-feira (17, ainda é grave, embora estável.

Militante do MST é executado dentro de hospital no Pará

21 de Março de 2017 17:30

Um militante do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) foi morto a tiros por homens que invadiram o Hospital Geral de Parauapebas, no interior do Pará, nesta segunda-feira, 20. Waldomiro Costa Pereira foi uma das lideranças do MST no Estado e atualmente, como membro do Partido dos Trabalhadores (PT), exercia o cargo de assessor de gabinete da prefeitura do município. Waldomiro estava internado desde o fim de semana, quando já havia sido vítima de tentativa de homicídio no assentamento onde morava, na área rural. A prefeitura de Parauapebas confirmou que cinco homens invadiram o hospital e renderam os seguranças para ter acesso ao quarto onde o servidor se recuperava de cirurgia. Em nota, o MST afirmou desconhecer os motivos do assassinato e lamentou a morte do militante. Ele atuava no movimento pela reforma agrária havia 21 anos. A entidade ressaltou que os assassinatos contra trabalhadores são recorrentes no Pará e responsabilizou o governo do Estado por negligência na resolução dos crimes. A Polícia Civil do Pará abriu inquérito para investigar o caso, mas ninguém foi preso até o momento. (Correio)

Feira: Pais de garota desaparecida apelam para secretário de Segurança Pública

21 de Março de 2017 17:20

 

Os pais de Gabrielly Gomes, desaparecida em Feira de Santana, apelam para o secretário de Segurança Pública do estado, Maurício Barbosa, para a solução do caso. Nesta terça-feira (21), completa dois meses do desaparecimento da garota, de sete anos. A menina foi vista pela última vez no dia 21 de janeiro, na porta de casa, no Conjunto Solar Princesa, no bairro Gabriela. Os pais da garota, Joilson Santana e Geisa Costa Gomes, cobram maior envolvimento da polícia. “Se fosse filho de ‘barão’, já tinham encontrado. Eu queria que o secretário de Segurança Pública se envolvesse mais. Que ele pudesse botar mais gente para investigar”, desabafa o pai em entrevista ao Bahia Notícias. Tanto Joilson como Geisa estão desempregados desde que a filha desapareceu. Gomes trabalhava como babá e Santana, como pedreiro. “Eu tive que sair do trabalho porque não dava para fazer as duas coisas. Ainda assim, tenho uma mãe especial que precisa de cuidados”, conta a mãe de Gabrielly. Joilson e Geisa pretendem vir a Salvador nesta quarta-feira (22) em mais uma ação deles para encontrar a filha. “A gente está sofrendo muito”, afirma Joilson.

Meia-tonelada de cocaína é apreendida em carregamento de pedra no Porto de Salvador

21 de Março de 2017 16:40

 

A Receita e a Polícia Federal apreendeu 20 bolsas com aproximadamente 560kg de cocaína no Porto de Salvador, na manhã desta terça-feira (21). As drogas estavam dentro de um carregamento de pedra, dentro de um navio que atracou durante a madrugada. De acordo com a Receita, ao abrirem o contêiner, os agentes encontraram o material em blocos. A droga tinha como destino final o Porto de Antuérpia, na Europa. A suspeita é que houve na exportação da droga a técnica criminosa conhecida como "rip-off", em que a droga é inserida em uma carga regular sem o conhecimento do proprietário. A Polícia Federal deverá identificar os responsáveis pela cocaína encontrada.

Articulação de Rui Costa faz questão de Otto em chapa de 2018

21 de Março de 2017 16:30

A articulação política do governo Rui Costa (PT) trabalha com a idéia de manter o atual senador Otto Alencar (PSD) na chapa com que o governador disputará a reeleição, no ano que vem. Otto poderia se recandidatar ao Senado, onde completará quatro de seus oito anos de mandato em 2018, ou concorrer à vice, cargo ocupado hoje pelo PP com João Leão, que é secretário estadual de Planejamento.

Nesta hipótese, Leão seria deslocado para o Senado, uma vez que sua presença na chapa é considerada também fundamental. Entre os maiores entusiastas da presença de Otto na chapa de Rui em 2018 está o ex-governador e secretário estadual de Desenvolvimento Econômico Jaques Wagner, cuja candidatura à outra vaga ao Senado é tida como certa. Amigo pessoal de Otto, Wagner acha que sua presença na chapa a tornaria eleitoralmente imbatível.

O arranjo descartaria, evidentemente, a recandidatura da atual senadora Lídice da Mata, do PSB. Como estará encerrando seu mandato no próximo ano, ela acalentava o desejo de mais uma vez integrar a chapa de Rui, ocupando a vice ou mesmo a vaga de senadora, mas, se quiser continuar no mesmo grupo político, terá que concorrer para deputada federal ou à Assembleia Legislativa.

A concepção da nova chapa é favorecida também pelo enfraquecimento do deputado estadual Marcelo Nilo, do PSL, que pretendia tensionar pela disputa ao Senado ou à vice, mas perdeu espaço e força ao não conseguir se reeleger presidente da Assembleia Legislativa. A avaliação que se faz no governo entre os defensores do nome de Otto é o de que, no PSD, ele ainda é o melhor nome para estar na chapa.

Falta operacionalizar a forma como ele disputaria o Senado, já que, no ano que vem, estará cumprindo exatamente a metade do atual mandato, o que pode obrigá-lo a renunciar antes de concorrer de novo. A maior vantagem para ele seria colocar o filho, Otto Filho, atual presidente da Desenbahia, na sua suplência. Isso lhe permitiria, inclusive, renunciar depois de eleito para permitir a posse do herdeiro político.

Este Política Livre apurou que Otto, no entanto, resiste à proposta. A idéia de manter PSD e PP na chapa de 2018 leva em conta um cenário em que o ex-presidente Lula seria candidato à Presidência da República no ano que vem, mas é defendida com mais vigor para a hipótese de o petista não poder puxar os candidatos do PT nos Estados. A avaliação é de que, neste caso, a dependência do governador em relação a Otto e Leão só aumentaria.

Operação da PF combate crimes cibernéticos em cinco estados

21 de Março de 2017 16:20

 

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (21) a segunda fase da Operação Darkode, no intuito de desarticular uma organização criminosa especializada em fraudes contra o sistema bancário, por meio eletrônico, e de investigar a negociação de informações úteis à prática de crimes cibernéticos.A estimativa da corporação é que as ações do grupo tenham causado prejuízo superior a R$ 2,5 milhões, sobretudo mediante fraudes contra o sistema bancário.Cerca de 100 policiais federais cumprem 37 mandados judiciais, sendo quatro de prisão preventiva, 15 de prisão temporária e 18 de busca e apreensão, em residências e em empresas vinculadas à organização. O objetivo é colher provas contra outros integrantes e beneficiários, além de identificar e apreender bens adquiridos ilicitamente.As diligências, segundo a PF, estão sendo executadas nas cidades de Goiânia, Aparecida de Goiânia (GO), Anápolis (GO) e Senador Canedo (GO), bem como nos estados do Pará, de Tocantins, de Santa Catarina e no Distrito Federal.O líder do grupo criminoso cumpre pena no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, imposta por sentença condenatória da 11ª Vara Federal de Goiânia em decorrência da prática de crime cibernético, de acordo com informações da corporação.Na primeira fase da operação, deflagrada em julho de 2015, foram cumpridos sete mandados judiciais em Goiânia, sendo dois de prisão e um de condução coercitiva, além de quatro de busca e apreensão. A ação foi coordenada com forças policiais de diversos países contra hackers que se comunicavam por intermédio de um sítio eletrônico denominado Darkode.

Polícia Federal faz ação contra tráfico internacional de armas no Rio

21 de Março de 2017 13:20

 

Policiais federais fazem hoje (21) uma operação para prender três acusados de tráfico internacional de armas no Rio de Janeiro. Eles são acusados de usar o serviço de entrega dos Correios para receber carregadores de fuzil AK-47 precedentes da Polônia. Os carregadores eram usados pela quadrilha que controla a venda de drogas no Morro da Alma, em São Gonçalo, no Grande Rio. Por isso, estão sendo cumpridos mandados em São Gonçalo e Itaboraí. Além dos mandados de prisão, foram expedidos pela Justiça dois mandados de busca e apreensão e um de condução coercitiva. Entre os acusados está um polonês, já preso em 2014, e sua mulher, que se associaram à quadrilha para trazer o material. As investigações começaram no mês passado, quando uma mulher foi presa em flagrante ao retirar uma encomenda, contendo carregadores de AK-47, na agência dos Correios de Alcântara em São Gonçalo. A ação da Polícia Federal conta com o apoio da Receita Federal e dos Correios.

Quatro milhões afetados pela seca na Bahia

21 de Março de 2017 12:40

 

Os prognósticos não são animadores para os municípios do Semiárido Baiano, com a chegada do Outono, estação climática que começou às sete horas de ontem e se prolonga até o próximo dia 21 de junho, quando começa o Inverno. O fim da chamada estação chuvosa agrava ainda mais a situação no interior do estado, que até ontem, segundo os dados da Defesa Civil, estava com 209 municípios em situação de emergência reconhecida. Até o final do mês, contudo, esse número deverá chegar a 240.A estiagem, considerada pelos especialistas como a maior nos últimos 100 anos, afeta diretamente 3,99 milhões de habitantes na Bahia nos 209 municípios cujos decretos de Situação de Emergência estão em vigor pelo Governo do Estado. Ontem, contudo, outros 10 municípios – Livramento de Nossa Senhora, Wanderley, Santo Estevâo, Mirante, Retirolândia, Ipecaetá, Rio Real, Campo Formoso, Guajeru e Ouriçangas – encaminharam solicitação para serem incluídos na lista, à Superintendência de Defesa Civil da Bahia (Sudec).Hoje, o Comitê da Seca, com dirigentes de quase todas as secretarias estaduais se reúne para analisar a gravidade da situação. Conforme informações da Sudec, nos 209 municípios em situação de emergência estão 3.993.763 habitantes. Além da ajuda federal em crédito, em 138 municípios estão atuando 1.138 veículos contratados pelo Exército para fornecer água à população através de caminhões-pipas. Os militares vêm de batalhões na Bahia, Sergipe e Pernambuco.Com a seca, a Embasa já decretou o racionamento de água em 21 municípios no interior do Estado, de forma a garantir o mínimo de reserva de água nos mananciais. Atualmente enfrentam essa situação as cidades de Queimadas, Santaluz, Senhor do Bonfim, Jacobina, Jaguarari, Caldeirão Grande, Andorinha, Itiúba, Ponto Novo, Filadélfia, Seabra, Brotas de Macaúbas, Ibitiara, Novo Horizonte, Bonito, Palmeiras, Tapiramutá, Entre Rios e Morro do Chapéu. Vitória da Conquista e Belo Campo enfrentam o problema desde o ano passado.

Ilhéus: seis pessoas são presas na Operação Citrus

21 de Março de 2017 12:30

Seis pessoas foram presas no início da manhã desta terça-feira, 21, durante a operação Citrus, do Ministério Público Estadual. A ação combate um grupo criminoso, composto de empresários e funcionários públicos, que praticava fraudes e superfaturamento em procedimentos licitatórios e contratos realizados pela prefeitura municipal de Ilhéus. Foram presos Enoch Andrade Silva, Thayane Santos Lopes, Wellington Andrade Novais, Lucival Bomfim Roque, Jamil Chagouri Ocké e Kácio Clay Silva Brandão. Além dos seis mandados de prisão, foram cumpridos seis mandados de condução coercitiva e 27 mandados de busca e apreensão. O grupo opera desde 2009 celebrando contratos com o Município de Ilhéus para o fornecimento de bens diversos utilizando as rubricas genéricas de “gêneros alimentícios” e “materiais de expedientes/escritório”. O esquema contava com a participação de agentes públicos do primeiro escalão do governo municipal e, conforme comprovado no período da investigação, as empresas envolvidas receberam mais de R$ 20 milhões decorrentes de contratações com a Prefeitura Municipal de Ilhéus. As empresas são a Marileide S. Silva de Ilhéus, Mariangela Santos Silva de Ilheus EPP, Thayane L. Santos Magazine ME, Andrade Multicompras e Global Compra Fácil Eireli-EPP, todas geridas por Enoch Andrade Silva. Também foi identificada a participação do empresário Noeval Santana de Carvalho, que celebrava contratos irregulares com o Poder Público para fornecimento de merenda escolar. A operação foi comandada pela 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus em parceria com o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI) e suporte operacional da Polícia Civil, através do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e do Departamento de Polícia do Interior (Depin).

Mais uma mãe chorando: adolescente é encontrado morto na Baixa da Santinha em Alagoinhas

21 de Março de 2017 12:20

Um adolescente foi encontrado morto na manhã desta terça-feira, 21, próximo a um lixão no bairro Baixa da Santinha, em Alagoinhas. Daniel Pereira de Jesus, 17 anos, estava desaparecido desde o final da tarde de segunda-feira, 20. Desde então familiares e amigos compartilhavam fotos do rapaz nas redes sociais, com a esperança de que isso pudesse ajudar a encontrá-lo. Mas foi na manhã desta terça-feira, que moradores encontraram o corpo e acionaram a Polícia Militar. A Polícia Civil e a Perícia Técnica foram acionados e estiveram no local. O corpo apresentava duas perfurações na cabeça, provavelmente por disparos de arma de fogo. Daniel residia na Nova Brasília. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Alagoinhas, onde o exame necroscópico deve apontar as circunstâncias da morte. A Polícia Civil de Alagoinhas investiga o caso para tentar identificar possíveis suspeitos do assassinato. Até o momento ninguém foi preso.

Reflexão: cada corpo que cai, a uma mãe que chora. !!

(Luciano reis Noticias)

SEDUC presta homenagem ao Dia Internacional da Síndrome de Down

21 de Março de 2017 08:30

"Viver se torna mais simples quando vemos a vida com o coração". Esta é a mensagem que o Núcleo de Educação Inclusiva da Secretaria Municipal de Educação de Alagoinhas (SEDUC) faz questão de transmitir nesta terça-feira, 21 de Março, Dia Internacional da Síndrome de Down.

Diretora pedagógica da SEDUC, Keite Lima informa que a pasta trabalha em prol de uma educação inclusiva e as unidades da rede municipal farão homenagens aos estudantes downs pelo seu dia.

Secretaria Municipal de Comunicação - SECOM

Prefeitura leva ações do Março Mulher ao Catuzinho e ao Riacho da Guia

21 de Março de 2017 08:20

Aferição de pressão, atendimento médico e odontológico, teste de glicemia, exames laboratoriais e orientações sobre saúde bucal. Estas são algumas das ações do Março Mulher que a Prefeitura de Alagoinhas levará nesta terça-feira (21), por meio das secretarias municipais de Saúde (SESAU) e Assistência Social (SEMAS), à comunidade do Catuzinho. Os serviços serão oferecidos gratuitamente das 8h às 12h.

Já no domingo (26), também das 8h às 12h, a Prefeitura levará as ações do Março Mulher para o distrito do Riacho da Guia. A programação do Março Mulher conta com o apoio da Clínica Médica IMOC, da Escola Esany de Enfermagem e do Departamento de Educação da UNEB.

Secretaria Municipal de Comunicação - SECOM

Advogado que bateu boca com Moro renuncia à defesa de Lula

21 de Março de 2017 07:50

O advogado criminalista Juarez Cirino dos Santos informou na sexta-feira, 17, ao juiz Sérgio Moro que renunciou à defesa do ex-presidente Lula nas ações a que o petista responde na Lava Jato. Nas audiências da Lava Jato, Cirino protagonizou um dos embates mais tensos entre defensores de Lula e Moro, em 12 de dezembro de 2016, quando o juiz da Lava Jato ordenou a Cirino: ‘o sr. respeite o juízo!’ No documento assinado por ele e outros dois advogados de seu escritório, que também deixam a defesa do ex-presidente, Cirino não revela o motivo de sua saída. Ele e seus colegas de banca não poupam elogios ao ex-presidente a quem chamam de ‘ilustre e digno constituinte, por quem os signatários manifestam a maior admiração por sua atuação como sindicalista, criador e dirigente do Partido dos Trabalhadores e Presidente da República”, diz o documento encaminhado à Justiça Federal no Paraná. Nas audiências da Lava Jato, Cirino fazia parte da equipe de defensores de Lula, que inclui ainda os advogados Cristiano Zanin Martins e José Roberto Batochio, de escritórios diferentes, e fazia várias interrupções durante os depoimentos das testemunhas de acusação contra o petista. Foi em uma dessas ocasiões que Cirino protagonizou um dos mais duros embates com o juiz da Lava Jato, registrado em vídeo. No dia 12 de dezembro de 2016, durante o depoimento de Mariuza Aparecida Marques, funcionária da empreiteira OAS encarregada pela supervisão do triplex do Guarujá, Cirino havia chamado Moro de “acusador principal”. Moro mandou que o advogado o respeitasse. O bate boca ocorreu aos 13 minutos, aproximadamente, da audiência.

Lava Jato insiste na cobrança de R$ 1 bilhão da Galvão Engenharia

21 de Março de 2017 07:40

A força-tarefa da Lava Jato recorreu ao Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4) para reverter a decisão do juiz Friedmann Anderson Wendpap, da 1.ª Vara Federal de Curitiba, que extingiu a ação cível da Procuradoria da República contra a empreiteira Galvão Engenharia, sua holding e seus executivos, além do ex-diretor da Petrobrás Paulo Roberto Costa. Na ação, a Lava Jato pede que os envolvidos paguem aos cofres públicos o equivalente a R$ 1 bilhão por danos morais coletivos, multa civil e danos materiais devido a envolvimento no esquema de corrupção na Petrobrás. A Procuradoria pede que a ação civil seja aceita e que, ao final do processo, o a empreiteira seja condenada a pagar as multas e fique proibida de contratar com o poder público. O agravo de instrumento foi protocolado no dia 9 de março e está sob análise do desembargador Fernando Quadros da Silva, do TRF4. Atualmente, a Galvão Engenharia e sua holding Galvão Participações estão em recuperação judicial.

O recurso é assinado pelos 13 procuradores da força-tarefa em Curitiba que afirmam que a empresa não foi alvo de achaque e tampouco teria sofrido prejuízo ao pagar propinas – teses alegadas pela Galvão no processo da Lava Jato -, e também que o juiz Wendap extinguiu a ação sem ter possibilitado ao Ministério Público Federal que provasse o dano ao erário. “Presentes indícios suficientes de que os pagamentos de propina causaram danos ao patrimônio da Petrobrás, não poderia o il. Juízo a quo ter rejeitado o pedido de ressarcimento ao erário, impedindo assim que o Ministério Público Federal provasse o dano no curso da ação”, assinalam os procuradores. Eles lembram ainda que, antes de o processo ir para o juiz Wendap, a ação civil tramitou na 5.ª Vara Federal, que havia aberto a ação civil, decisão que foi revertida após o TRF4 determinar a redistribuição para Wendap. Na decisão do dia 9 de janeiro deste ano, o magistrado acatou os argumentos da defesa da Galvão e rejeitou a ação civil proposta pela Lava Jato apontando que o pagamento de propinas, não necessariamente, implicaria em dano ao erário. “Não se pode considerar o pagamento da vantagem indevida como dano ao erário, por uma singela razão: ainda que tenha sido fixada com base no valor do contrato, a propina foi paga pelas próprias empreiteiras, e não pela Administração Pública”, escreveu Wendpap.

TCU faz acordo com Lava Jato para livrar empreiteiras de punição

21 de Março de 2017 07:30

O Tribunal de Contas da União (TCU) pretende livrar empreiteiras que colaboraram com as investigações da Lava Jato de punições em julgamento previsto para esta quarta-feira, 22. Um acordo costurado por procuradores da força-tarefa da operação em Curitiba com ministros da corte prevê a suspensão da pena de inidoneidade para Odebrecht, Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa, permitindo que elas continuem firmando contratos com o governo federal. O benefício será concedido às empresas no processo que avalia conluio e fraude a licitações na montagem eletromecânica da usina de Angra 3, que já consumiu R$ 7,1 bilhões. O acordo ainda prevê que as empreiteiras serão isentadas de multa superior a R$ 400 milhões e pagamento de juros, referentes a prejuízos causados à Eletronuclear. O acordo vinha sendo negociado pela Lava Jato com o TCU desde o ano passado, como noticiou o Estado. Os benefícios serão concedidos às três empresas porque elas firmaram acordos de leniência – espécie de delação de pessoas jurídicas. Os procuradores temiam que o tribunal desestimulasse colaborações se aplicasse as mesmas penalidades a quem confessou ilícitos e a quem não confessou. Os benefícios foram discutidos pelo ministro do TCU Bruno Dantas, relator do processo de Angra 3, com o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba. O ministro deve acertar os detalhes de seu voto com outros integrantes da corte. A decisão final dependerá do apoio da maioria do plenário. O acordo prevê que, seguindo parecer da área técnica da corte, seis envolvidas nas fraudes nas obras da usina serão declaradas inidôneas por até cinco anos. No caso da Camargo Corrêa, a proposta é de que a sanção dure até um ano e oito meses, pois a empresa entregou provas no esquema. Nos termos negociados, a aplicação da penalidade será suspensa para as três empreiteiras, inicialmente por 60 dias. O benefício será mantido se elas assinarem termos aditivos aos acordos de leniência, comprometendo-se a oferecer contrapartidas: terão de colaborar com documentos e informações nas auditorias do TCU, abrir mão de recorrer de condenações referentes ao caso e recolher o valor do dano ao erário. Para as demais implicadas – UTC, Queiroz Galvão, Empresa Brasileira de Engenharia e Techint Engenharia –, será aplicada a inidoneidade. O TCU poderá estender os benefícios a elas se firmarem acordos futuros na Lava Jato.

Cúpula do PR tenta atrair Bolsonaro

21 de Março de 2017 07:20

O PR vai tentar atrair o deputado federal Jair Bolsonaro (RJ), que já anunciou que pretende deixar sua atual legenda, o PSC, por desentendimentos com a cúpula da sigla. O parlamentar fluminense é pré-candidato à Presidência da República na próxima disputa, em 2018, e apareceu em quarto lugar na última pesquisa Datafolha, de dezembro do ano passado, com 9% das intenções de voto. As negociações com Bolsonaro estão sendo conduzidas pela cúpula nacional do PR, partido que tem a quinta maior bancada da Câmara, com 39 deputados. O parlamentar fluminense já conversou sobre o assunto com o ex-deputado Valdemar Costa Neto (SP), um dos condenados no processo do mensalão e que exerce forte influência na legenda. Nesta terça-feira, 21, o deputado se encontrará em Brasília com o atual presidente do PR, o ex-ministro Antonio Carlos Rodrigues (SP), para tratar do assunto. Nas conversas que teve até agora com o PR, Bolsonaro tem exigido legenda para concorrer ao Palácio do Planalto em 2018. Dono do sexto maior tempo de TV em 2014 (01’16”04), o partido, porém, ainda não deu essa garantia. Segundo membros da cúpula do PR, está “muito cedo” para definir se a legenda terá candidato próprio à Presidência. Integrantes do PR querem atrair Bolsonaro principalmente pelo potencial de votos que ele traz para eleger candidatos ao Parlamento, foco da sigla em eleições gerais. No pleito de 2014, Bolsonaro foi o deputado fluminense mais bem votado, com mais de 464,5 mil votos. Os filhos dele, que devem migrar para a nova legenda, também são campeões de votos. Carlos Bolsonaro, por exemplo, foi o vereador do Rio mais votado em 2016, com 106,6 mil votos. “O Bolsonaro é um político hoje inegavelmente de muita força eleitoral. Ele é detentor de uma grande parte do eleitorado brasileiro. Para o PR, seria um grande reforço, na minha primeira avaliação”, afirmou o deputado Paulo Feijó (PR-RJ). Ele disse, porém, que a migração de Bolsonaro ainda não foi discutida pelo diretório da legenda no Rio, atualmente comandado pelo ex-governador Anthony Garotinho.



 
 
 
linha190

 
linha190 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

RRua Rua Bahia Pe/strong>trolar tel: (/span>75) 3422- 2912

  98805-8021/3423-3378/98190-1576
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Contatos 
Marcus Aragão
Erica Manoela
Paulo Pinto

Liliane Pimenta
Colunas
Pau na preá
Falando direito

Tecnologia

Notícias
Relatório policial
Alagoinhas


Mundo
Saúde
Esporte
Beleza