BAR1PRINC
an
 
    
Home Contato Mundo Arquivo Alagoinhas Entrevista Rádios

CONTATO  
policiais Vagas de emprego
ICONSFWO
policiais Ocorrências Policiais
policiais Notícias de Alagoinhas
policiais Futebol e Arbitragem
Pau na Preá
policiais Falando
direito
Tecnologia

Em protesto, caminhoneiros bloqueiam BR-242 com pneus incendiados

Um grupo de caminhoneiros realizou um protesto neste domingo e bloquearam com pneus queimados a BR-242, em Barreiras, no oeste baiano...
Garota de 7 anos explode mercado e mata quatro pessoas na Nigéria
Um ataque suicida realizado por uma menina de sete anos neste domingo (22) na Nigéria resultou na morte de quatro pessoas e 46 ficaram gravemente feridas...
 
 

linha190
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Enquete

 

O que você prefere ouvir?

  • Arrocha
  •  
  • Pagode baiano
  •  
 
 
 

 

 
 Tel: (75) 3422-3727
 
 
 

Publicidade

 

Prêmios Fama: uma festa social e empresarial

 

Festa social e empresarial mais esperada em Alagoinhas que acontecerá no dia 21 de março no Hotel Áster uma noite cheia de glamour, onde estaremos homenageando empresários, empresas,políticos, autoridade, artista,órgãos federais,estaduais,municipais e os profissionais liberais , destacados em nossa pesquisa .

 

 

 

A apresentação do evento será pela apresentadora do SBT : Hellen Ganzarolli.

Informações: 8821-9026 ou 8821-7901

Dois mísseis de curto alcance são disparados pela Coreia do Norte

01 de Março de 2015 - 12:35

 

Em protesto contra os exercícios militares realizados pela Coreia do Sul e pelos Estados Unidos, a Coreia do Norte realizou dois disparos de mísseis de curto alcance, na noite de domingo (1), na costa leste do país. Segundo informações da Reuters, depois de seguir um trajeto de 490 km, os mísseis caíram no mar. A Organização das Nações Unidas (ONU) já impôs restrições à Coreia do Norte que a impede de realizar lançamentos de longo alcance. O clima segue tenso na península coreana, com Pyongyang endurecendo o discurso contra os militares de Seul. Há uma semana, o líder norte coreano, Kim Jong-un, pediu ao Exército que esteja “totalmente preparado” para a guerra.

Império: Maria Isis pedirá tempo a José Alfredo

02 de Março de 2015 - 10:30

 

Nos próximos capítulos da novela ‘Império’, Maria Isis (Marina Ruy Barbosa) irá se separar de José Alfredo (Alexandre Nero) e pedirá que ele decida se quer mesmo tê-la como sua mulher. “Acho melhor a gente dar um tempo. Prefiro não te ver nem conversar contigo durante algum tempo. É melhor assim!”, dirá a ruiva. Após aceitar ir morar na casa de Zé, a jovem irá sofrer com a perseguição de Maria Marta (Lilia Cabral). De acordo com a colunista Patricia Kogut, do ‘Jornal o Globo’, Marta contará diversos casos do imperador a jovem, que ficará arrasada e deixará claro que aguentaria qualquer situação por amor a José Alfredo. A amante não engolirá desaforos e acusará a milionária de não conseguir segurar seu marido. O milionário ligará para Isis algumas horas depois que deixar sua casa e ela revelará que já fez as malas para voltar ao seu apartamento. Em seguida, desligará o telefone na cara do comendador. Indignado, ele irá imediatamente para a casa da jovem tirar satisfações. Isis irá se declarar para Zé e pedirá uma decisão: “eu te amo, Zé! Você é o homem da minha vida! Mas a minha vida não pode ser só o que você me dá! Não vou mais aceitar que me use para confrontar sua família e para humilhar a Marta, que, aliás, continua sendo a sua verdadeira esposa. Quero que você tome uma atitude e decida de uma vez por todas se quer ou não ficar mesmo comigo! Quando tiver tomado a sua decisão, você sabe onde me achar”.

Ibahia

Estado Islâmico liberta 19 cristãos assírios após pagamento de resgate

02 de Março de 2015 - 10:15

 

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) libertou hoje (1º), após pagamento de resgate, 19 cristãos assírios raptados passada semana no Nordeste da Síria, informou a Rede Assíria dos Direitos Humanos. "Dezenove reféns assírios chegaram hoje à Igreja de Nossa Senhora de Hassaké, depois de libertados pelo EI, informou Usama Edward, responsável pela organização não-governamental, com sede na Suécia. "Chegaram em dois ônibus que os transportaram de Chaddadé (bastião do EI na província de Hassaké, onde foram sequestrados) até Hassaké, onde foram recebidos pelo arcebispo assírio Ehfrem Athnaeil", acrescentou. Usama Edward afirmou que um tribunal religioso do EI decidiu no sábado (28) libertar o grupo, em troca de uma soma de dinheiro paga por cada família. O EI considera o dinheiro um imposto ('jizya') que os não-muçulmanos ('dhimmis') devem pagar. "Até receber o dinheiro, o EI mantém duas reféns: uma menina de dez anos e a mãe", salaientou. O diretor da rede disse desconhecer o montante exigido de cada família, mas lembrou que, em novembro, assírios sequestrados pelo EI pagaram US$ 1,7 mil por pessoa. As negociações com o EI para a libertação dos reféns começaram no sábado e foram conduzidas por responsáveis assírios e chefes tribais árabes muçulmanos. Durante a passada semana, os jihadistas raptaram 220 assírios na província de maioria curda. Aproximadamente cinco mil assírios fugiram com medo dos avanços do EI. Cerca de 30 mil assírios, um das mais antigas comunidades cristãs, viviam na Síria, sobretudo em Hassaké, antes do início da guerra civil, em 15 de março de 2011.

Agência Brasil

Estados Unidos vão restaurar filmes cubanos anteriores à revolução

02 de Março de 2015 - 09:40

 

Representantes do arquivo de filmes da Universidade da Califórnia (Ucla), em Los Angeles, nos Estados Unidos, anunciaram hoje (1º) a assinatura de acordo com a Cinemateca de Cuba. O objejtivo é restaurar películas daquele país anteriores à revolução. Trata-se de um acordo inédito entre entidades norte-americanas e cubanas, possibilitado pela recente normalização de relações entre os dois países. "O cinema cubano posterior à revolução é muito conhecido, mas nossa associação à Cinemateca de Cuba ajudará a restaurar as ricas tradições cinemáticas do cinema clássico cubano pré-revolucionário, para que voltem a fazer parte da história", disse o diretor do arquivo cinematográfico do Ucla Television Archive, Jan-Christopher Horak. O responsável pela Cinemateca de Cuba, Luciano Castillo, realizou, esta semana, reuniões em Los Angeles para acertar a colaboração, de modo a preservar filmes produzidos entre 1932 e 1960 e que precisam ser restaurados antes que se percam. O acordo faz parte de um programa mais vasto de recuperação de filmes antigos na América Latina, abrangendo produções do México e da Argentina. Os especialistas norte-americanos estão em fase de avaliação de materiais para decidir que filmes podem ser restaurados. No caso de Cuba, foram identificadas como prioritárias as películas "Casta de roble" (1954), do realizador Manolo Alonso, e "La Virgen de la Caridad" (1930), considerado o único filme mudo cubano ainda guardado. As cópias das películas restauradas incluirão legendas em inglês para apresentação internacional. O Ucla Television Archive é o segundo maior arquivo de imagens em movimento dos Estados Unidos. Superado apenas pela Biblioteca do Congresso, é um centro de referência para o restauro de filmes.

Agência Brasil

Império: "Você é galinha", dispara filha de Danielle

02 de Março de 2015 - 09:35

 

Nos próximos capítulos da novela Império, Danielle (Maria Ribeiro) irá brigar com Bruna (Kiria Malheiros), e escutará da filha: "o José Pedro (Caio Blat) tem razão. Ele te chamou de galinha outro dia, e é isso o que você é: galinha!". A confusão começará por conta das mentiras e fugidas da garota. Ainda em discussão, Danielle mandará a menina calar a boca, mas ela irá disparar: "Desde que se juntou com o Maurílio (Carmo Dalla Vecchia), você virou outra, vive nervosa, gritando comigo, não está nem aí para mim, não é mais a mãe que eu gostava". Nervosa, a mãe brigará feio com a filha, que não perderá tempo e irá ameaçar: “dou queixa na polícia! Sou de menor e você vai presa... E aí eu aproveito e abro o jogo sobre tudo de ruim que anda fazendo com o Maurílio”, afirmará Bruna. Após a briga, Danielle planejará colocar a filha em um internato no exterior. A cena vai ar segunda-feira (2).

Bloqueios nas estradas atingem menor número, diz Polícia Rodoviária Federal

02 de Março de 2015 - 09:00

 

O governo comemorou na noite deste domingo (1º) a maior redução dos pontos de interdição de rodovias no País, desde o início das manifestações dos caminhoneiros, há duas semanas. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), às 18h30 deste domingo (1º), havia apenas 12 interdições parciais, em dois estados, Santa Catarina (dez) e Mato Grosso (duas), contra 52 pontos de paralisações em nove estados, na noite de sábado. Os protestos que aconteceram em vários estados ao longo do dia foram logo dissipados, de acordo com o governo. Neste momento, ressalta a PRF, não havia nenhuma interdição total de qualquer estrada do País. Segundo informações do Ministério da Justiça, a diretora geral da PRF, Maria Alice Nascimento, disse que os policiais rodoviários federais mantêm o monitoramento nas estradas federais, as BRs, com o apoio integrado da Força Nacional de Segurança Pública e as polícias estaduais. “O trabalho continua até o restabelecimento completo do transporte de carga, para garantir o abastecimento da população e a normalidade da atividade econômica”, explicou Maria Alice, em nota.

Estadão

Universitário morre após beber 25 copos de vodca durante 'competição' em SP

02 de Março de 2015 - 08:50

 

Vodca em excesso foi a causa da morte do universitário Humberto Moura Fonseca, de 23 anos, do 4.º ano de Engenharia Elétrica da Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita (Unesp). A mesma competição de bebida que o matou ainda deixou outros três universitários em estado de coma e motivou duas prisões em Bauru, no interior de São Paulo. O corpo de Humberto foi levado neste domingo (1º) para Passos, em Minas, onde vive a família. O rapaz apresentava-se nas redes sociais como praticante de muay thai. Segundo a Polícia Civil, que investiga o caso, Fonseca participava de uma "competição" com colegas da Unesp e morreu na tarde de sábado (28) em decorrência da intoxicação por álcool - o mesmo ocorreu com outros seis universitários e três seguem internados. "O rapaz que morreu bebeu pelo menos 25 copinhos plásticos de vodca e passou mal. O campeão da competição tomou 30 copinhos e está em estado grave", explicou o delegado Mário Henrique de Oliveira Ramos, de 50 anos, da Central de Polícia Judiciária. Seriam copinhos de café. Além de outras bebidas, como cerveja, catuaba e cachaça servidas à vontade, havia um "torneio" específico para escolher os campeões de consumo de vodca. "Bebiam e quem não parava em pé desistia", contou o policial, destacando também que foi servido chá de boldo "aos que estavam passando mal". "Não havia nenhuma estrutura para socorrer as vítimas", afirmou. O primeiro chamado para a Polícia Militar por causa da bebida em excesso dos participantes da festa chegou ao Comando de Policiamento (Copom) de Bauru às 16h30 - uma hora depois de a festa começar. Dois alunos foram detidos - e posteriormente liberados. "Eles são de duas repúblicas envolvidas na promoção da festa. Nós enviamos ao juiz o pedido de prisão em flagrante por homicídio com dolo eventual", explicou o delegado. "O advogado deles conseguiu a liberação na Justiça. Ambos vão responder ao processo em liberdade e também responderão pelo estado das outras vítimas." A polícia não divulgou os nomes dos suspeitos. Segundo o delegado, pelo menos 2 mil jovens estavam na festa - que segundo a mídia local não teria alvará. "Os preços chegavam a R$ 100, com direito de consumir bebida à vontade", disse Oliveira Ramos. Na página do evento no Facebook, um dos atrativos era a justamente o "open bar". A página deixava claro que a competição de bebidas iria ocorrer e o evento tinha patrocínio de uma marca de cerveja.

PM da voz de prisão em acusado de homicídio no terminal de coletivos

02 de Março de 2015 - 08:45

 

Por volta das 16:20 de ontem no terminal de coletivos foi morto por disparo de arma de fogo Natalício da Paz Trindade de 29 anos residente na Cavada. Segundo informações, ele se desentendeu com um homem que atende pelo apelido de China, o qual lhe desferiu dois tiros acertando na região do abdômen.

 

China após o ato pegou um moto taxi e foi para casa.

Momentos depois a PM (CETO) esteve lá e deu voz de prisão, onde china não esboçou reação, se entregando e ainda apresentou a arma utilizada no delito.

CONVERSA COM O REPÓRTER

Em conversa que tivemos com China, ele não negou o crime e disse que estava em uma festa no Mangalô, quando ao final pegou um ônibus se dirigindo ao terminal de coletivos. Ao desembarcar, foi negociar uma corrida com um moto taxista, quando surgiu uma pessoa que passou a discutir com ele.

China disse que foi agredido e ao cair no chão ainda levou chutes no rosto. Naquele momento perdeu a cabeça, e sacou de um revolver que levava efetuando os disparos. Em seguida pegou outro moto taxista e se dirigindo a sua residência no Pingurute onde logo depois foi detido.

 

Com ele foi encontrado o revolver, 10 munições duas deflagradas, um dolinha de maconha e a quantia de R$ 1.117,00 reais.

 

China já conta com várias passagens pela Dp e como profissão é comerciante na central de abastecimento onde tem uma barraca de frutas. Flagranteado José Francisco Souza Santos de 47 anos o China, ficou preso à disposição da Justiça.

Especialistas sugerem equilíbrio e um limite diário para utilização de tablets

02 de Março de 2015 - 08:20

 

De olhos e mãos grudados nas telas, a nova geração cresce mais informada. Por outro lado, a tecnologia costuma deixar uns mais distantes dos outros. Especialistas ainda estão longe de consenso sobre os efeitos dos eletrônicos nas crianças pequenas, mas todos recomendam equilíbrio. Alternar os momentos online com brincadeiras reais é a principal dica para evitar problemas. Maria Ângela Barbato Carneiro, professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), afirma que os estímulos proporcionados pelos aparelhos ajudam a desenvolver o interesse e a aprendizagem da crianças. “Mas não é só isso. Há também aspectos sociais, morais”, explica. “Ela deve frequentar espaços abertos. Deve haver atividades com uso de texturas, odores, sabores”, sugere. Outro cuidado, afirma, é evitar o contato precoce ou exagerado com os conteúdos. “A criança não deve ter acesso livre. Deve ser apenas o que é adequado para a faixa etária”, destaca Maria Ângela, que coordena o Núcleo de Cultura e Pesquisas do Brincar da PUC-SP. Christian Müller, da Sociedade Brasileira de Pediatria, é contra o uso dos aparelhos por bebês. “Não há nenhum ganho formal em inseri-las precocemente em celulares, tablets ou computadores”, afirma. Já entre as crianças com mais de 3 anos, o neuropediatra menciona o parâmetro de, no máximo, duas horas diárias. Senhas e códigos são úteis para limitar o controle de acesso dos filhos, mas isso não dispensa o acompanhamento dos adultos. “Essa proximidade que permitirá que as ansiedades e dúvidas infantis sejam discutidas com os pais e não com um pessoa estranha e de conduta desconhecida”, aponta.

Efeitos comportamentais

A sobrecarga tecnológica nos pequenos, dizem os especialistas, tem efeitos comportamentais, como ansiedade e irritabilidade. Isso pode ter consequências graves, como queda no rendimento escolar e isolamento social. Já entre os problemas físicos estão a dor de cabeça, alteração no sono e obesidade.

Em protesto, caminhoneiros bloqueiam BR-242 com pneus incendiados

01 de Março de 2015 - 17:40

 

Um grupo de caminhoneiros realizou um protesto neste domingo e bloquearam com pneus queimados a BR-242, em Barreiras, no oeste baiano. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o ato começou por volta das 10h e foi encerrada às 12h40.

 

O tráfego já foi normalizado na região. De acordo com o Blog do Sigi Vilares, após negociação com as equipes da PRF, os manifestantes decidiram abrir passagem para carros de passeio, ambulâncias e carretas e caminhões que tivessem carga perecível.

Bombeiros apagaram as chamas e os caminhoneiros substituíram os pneus, mas sem atear fogo, até o final do protesto.

Império: Cristina aceita ser madrinha do casamento de ex-noivo

01 de Março de 2015 - 17:35

Nos próximos capítulos da novela Império, Cristina (Leandra Leal) irá aceitar o convite de Maria Clara (Andreia Horta) para ser madrinha do casamento da com Vicente (Rafael Cardoso), seu ex-noivo. "Eu aceito! Nunca iria recusar esse convite. Só não sei qual é o critério de vocês pra escolha dos padrinhos. Espero não ter que fazer par com o Enrico no altar", disse Cris. Vale lembrar que, o anuncio do casamento aconteceu no lançamento do 'foodtruck', novo empreendimento de Leonardo (Klebber Toledo) e Amanda (Adriana Birolli).

Milhares de russos marcham em Moscou em homenagem a opositor assassinado

01 de Março de 2015 - 16:50

 

Mais de 70 mil pessoas participaram hoje (1º) da marcha organizada em Moscou em homenagem ao opositor Boris Nemtsov, conforme estimou Alexander Riklin, um dos organizadores do ato. Nemtsov era copresidente do Partido Republicano da Rússia e foi atingido por quatro disparos na noite de sexta-feira (27), quando passeava perto do Kremlin, residência oficial do presidente russo em Moscou. Conforme a polícia local, mais de 16 mil pessoas participaram da marcha. Se o número dos organizadores se confirmar, a marcha será a maior mobilização da oposição desde a reeleição do presidente Vladimir Putin, em 2012. "Não tenho medo", "Luta" e "A propaganda mata" foram algumas mensagens exibidas pelos manifestantes, que, na sua maioria, empunhavam bandeiras russas com faixas negras e retratos do político assassinado. A marcha, aberta por uma faixa com a inscrição "Os heróis não morrem", começou em clima de calma, sem incidentes e de forma silenciosa. A oposição atribuiu a morte de Nemtsov à intolerância da dissidência reinante no país. "As autoridades criaram um clima de ódio, inimizade e perseguição ao catalogar a oposição como traidores. Tudo isto não podia acabar de outra forma", ressaltou o ex-deputado russo Guennadi Gudkov. Em São Petersburgo, segunda maior cidade russa, pelo menos 2,5 mil pessoas também homenagearam a memória do opositor. A morte de Boris Nemtsov foi condenada pela comunidade internacional e o presidente russo, Vladmir Putin, prometeu fazer o possível para levar à Justiça os responsáveis pelo assassinato. O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon, disse que estava chocado com o assassinato brutal do opositor e que espera que os responsáveis sejam rapidamente levados à justiça. Nemtsov foi governador da região de Nizhny Novgorod, no centro da Federação Russa, deputado e vice-primeiro-ministro no fim dos anos 1990, sob a presidência de Boris Yeltsin. Após deixar o Parlamento, em 2003, ajudou a criar e liderou vários partidos e grupos da oposição.

*Com informações da Agência Lusa.

Governo da Síria aprova missão da ONU em Alepo e promete suspender ataques aéreos

01 de Março de 2015 - 16:20

 

A agência de notícias estatal da Síria, conhecida como SANA, informou que o governo e enviados especiais da Organização das Nações Unidas (ONU) entraram em um acordo para enviar uma missão para a cidade de Alepo, ao norte do país, que está dividida entre tropas do governo e forças opositoras desde meados de 2012. O grupo radical Estado Islâmico também avançou na região, a partir de 2014. Conforme a SANA, a decisão foi tomada após negociações entre o ministro do Exterior, Walid al-Moallem, e o enviado da ONU, Staffan de Mistura, realizadas em Damasco. No entanto, não foi informada a data de início dos trabalhos em Alepo. O enviado da ONU, De Mistura, tenta implementar um "congelamento" dos confrontos na cidade. Segundo ele, uma trégua local seria o primeiro passo para reduzir as hostilidades entre as tropas do governo e as forças opositoras. O governo sírio, por sua vez, se comprometeu a suspender ataques aéreos em Alepo por seis semanas. Ainda é necessário o suporte das forças oposicionistas para que o plano da ONU seja realizado.

Fonte: Associated Press.

Lava Jato: Diretores do BB mostram 'cenário alarmista' a Janot em caso de punições severas

01 de Março de 2015 - 15:45

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, às vésperas de divulgar a lista dos políticos envolvidos com o esquema investigado pela operação Lava Jato, tem demonstrado ansiedade e abatimento por conta da pressão sofrida nos últimos dias. A informação, de acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, é de amigos do procurador. Ainda segundo a coluna, Janot já havia enfrentado esta pressão em 2014, quando teria se reunido com diretores do Banco do Brasil a pedido do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. No encontro, ocorrido no dia 24 de novembro, os executivos fizeram apresentações e entregaram relatórios que indicavam um cenário alarmista a depender das sanções econômicas aplicadas às empreiteiras implicadas, que poderiam afetar o crescimento do país, com efeitos estendidos a diversos setores de produção.

Ex-ministros do STF criticam Dilma por atraso em indicar novo ministro ao Supremo

01 de Março de 2015 - 15:00

O número de críticas em relação à demora da presidente Dilma Rousseff na escolha do décimo primeiro integrante da corte aumentou ainda mais com a adesão de novas falas de ex-ministros do STF (Supremo Tribunal Federal). Já se passaram mais de sete meses desde que o Joaquim Barbosa se aposentou da vaga e esta ainda não foi preenchida. De acordo com os ex-ministros, a demora da presidente vai contra o princípio segundo o qual o número de titulares dos tribunais deve ser ímpar para evitar empates nas decisões judiciais. “O atraso é uma desconsideração da presidente Dilma Rousseff com o STF. Nunca vi isso”, afirmou à Folha de S. Paulo o ex-ministro Carlos Velloso. Ele ainda propôs a criação de uma emenda constitucional que fixe prazo para o preenchimento de cargos vagos em tribunais. Os ministros Celso de Mello e Marco Aurélio também fizeram declarações sobre o assunto na última quinta-feira (26), acusando a presidente por “omissão” no preenchimento da décima primeira vaga do tribunal. Nelson Jobim, ex-ministro do STF e também do governo Dilma, afirmou que a demora pode ser prejudicial até a definição do novo titular do tribunal. “Se a presidente não resolve logo quem será o próximo ministro do Supremo, aparece um monte de nome e então se dá a confusão”, avalia. Já Carlos Ayres Britto, também aposentado da corte, ironizou a situação, dizendo que “há uma razão do número ser ímpar”, e afirmou que a fórmula atende a um princípio democrático. Desde a aposentadoria de Joaquim Barbosa, oficializada no final de julho de 2014, o Supremo vem funcionando com um integrante a menos. Mesmo com as críticas dos ministros e ex-ministros, há um temor no meio jurídico de que Dilma continue a retardar a escolha, uma vez que o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, um dos mais cotados ao cargo, encontra-se praticamente descartado da vaga, por conta da crise provocada pelos desdobramentos da Operação Lava Jato.

Estado Islâmico liberta 19 reféns cristãos na Síria; motivo da decisão é desconhecido

01 de Março de 2015 - 14:40

 

O grupo extremista Estado Islâmico libertou neste domingo ao menos 19 cristãos que estavam entre os mais de 220 sequestrados pelos militantes no norte da Síria na última semana, afirmaram ativistas e líderes locais. Segundo Bashir Saedi, autoridade de alto escalão da Organização Democrática Assíria, os 16 homens e três mulheres chegaram com segurança à Igreja da Virgem Maria na cidade de Hassakeh. Ele informou que os reféns libertos viajaram de ônibus desde a cidade de Shaddadeh, controlada pelos rebeldes islâmicos. A Rede de Direitos Humanos Síria confirmou as informações e publicou fotos em sua página do Facebook que supostamente mostram os cristãos sendo recebidos por uma multidão. Ainda não ficou claro o motivo por que o Estado Islâmico libertou os prisioneiros. O destino dos mais de 200 cristãos que continuam reféns dos militantes continua incerto. A comunidade local acredita que a maioria foi levada pelos combatentes para a cidade de Shaddadeh, localizada há 50 quilômetros de Hassakeh. Líderes sírios e xeiques sunitas estão em contato com o grupo extremista para tentarem negociar a libertação dos prisioneiros, afirmaram os ativistas.

Fonte: Associated Press.

Produção de energia via biomassa pode crescer até 15% em 2015

01 de Março de 2015 - 14:25

 

A crise de energia e o risco de racionamento no Brasil abrem espaço para que o setor sucroenergético expanda neste ano o segmento de cogeração, aquele em que a biomassa é usada para produzir eletricidade. Especialistas ouvidos pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, dizem que a cadeia produtiva de açúcar e álcool tem potencial para aumentar a oferta de energia entre 10% e 15% em 2015 sobre os 20,8 mil GWh gerados em 2014, quantidade já 21% maior que em 2013. Isso com base na capacidade atualmente instalada e desde que usando não só o bagaço da cana, mas também materiais de terceiros, como cavaco de madeira. Avalia-se que a participação no consumo nacional, hoje em torno de 4%, só não é maior porque ainda faltam infraestrutura eficiente e aspectos regulatórios que permitam o pleno desenvolvimento da cogeração nas usinas. De acordo com o gerente em bioeletricidade da União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica), Zilmar Souza, para desenvolver todo o seu potencial, as unidades produtoras precisariam inicialmente investir no chamado retrofit, ou seja, na reforma e atualização do parque industrial para comportar os equipamentos necessários à cogeração. "A fonte biomassa poderia ter gerado 6 vezes mais energia em relação à ofertada à rede em 2014, que é o seu potencial teórico. Isso significaria ter direcionado para o setor um investimento da ordem de R$ 85 bilhões", calculou Souza. De acordo com ele, contudo, esse é apenas um valor-limite, "hipotético", até porque o segmento passa por dificuldades financeiras e precisaria de no mínimo dois anos para a conclusão das obras, enquanto a demanda por energia é mais imediata. Paralelamente, caberia ao governo honrar o plano de investir R$ 6 bilhões em linhas de transmissão nos próximos anos.

Estadão Conteúdo

Operadoras fazem mutirão em 28 municípios baianos para resolver pendências dos consumidores

01 de Março de 2015 - 13:50

As operadoras OI, Tim, Vivo e Claro realizam, a partir desta segunda-feira (1), um mutirão em 28 municípios baianos para resolver as pendências de consumidores, como cobranças indevidas e a retirada do nome do cliente dos serviços de proteção ao crédito. A força-tarefa é fruto do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) da CPI da Telefonia, assinado no final do ano passado pelas operadoras, o Ministério Público Federal (MPF), o Procon, e a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), que realizou a comissão. O mutirão terá duração de 30 dias. Para ser atendido, o consumidor procurar a loja própria ou autorizada de sua operadora ou uma agência dos Correios no caso das cidades que não tem loja física. De acordo com o deputado Joseildo Ramos, que foi relator da CPI, a distribuição dos pontos de atendimento atingirá os 27 territórios de identidade. “O atendimento precário é uma das principais queixas dos consumidores. O mutirão foi pensado para que o usuário do serviço tenha um contato direto com os responsáveis pelas operadoras”, afirmou. Os municípios que receberão o mutirão são: Riachão do Jacuípe, Macaúbas, Santa Maria da Vitória, Barreiras, Valença, Seabra, Porto Seguro, Teixeira de Freitas, Irecê, Paulo Afonso, Alagoinhas, Itabuna, Jequié, Itapetinga, Jacobina, Itaberaba, Senhor do Bonfim, Feira de Santana, Santo Antônio de Jesus, Ribeira do Pombal, Juazeiro, Guanambi, Serrinha, Amargosa, Bom Jesus da Lapa, Vitória da Conquista, Salvador e Camaçari.

Documentos de consultor reforçam acusação contra cartel na Lava Jato

01 de Março de 2015 - 13:35

 

A Operação Lava Jato encontrou contratos e notas fiscais de consultoria que envolvem sete empreiteiras acusadas de cartel e corrupção na Petrobras firmados com a Riomarine Oil e Gas, que pertence a Mário Frederico de Mendonça Góes. Preso desde o dia 8 de fevereiro, ele é acusado de ser um dos 11 operadores de propina na Diretoria de Serviços da estatal e carregador de malas de dinheiro para o ex-diretor da estatal Renato Duque. Os documentos reforçam a acusação contra as empreiteiras citadas na operação, na visão dos investigadores. A força-tarefa da Lava Jato encontrou 31 notas fiscais da Riomarine emitidas para a Andrade Gutierrez que totalizam R$ 5,3 milhões, e 14 notas para a UTC no total de R$ 9,7 milhões referentes a seis contratos - um deles uma parceria com a Odebrecht no valor de R$ 1,5 milhão. Há ainda seis notas para a OAS, no valor total de R$ 10,2 milhões; dez notas para a MPE (R$ 9,3 milhões) e outras 22 notas que totalizam R$ 5,1 milhões para o Consórcio Mendes Junior/MPE/Setal. As notas encontradas somam R$ 39,7 milhões. Mário Góes, como é conhecido, foi um dos principais alvos da nona fase da Lava Jato, chamada de My Way. Único a ter prisão preventiva decretada na ocasião, há fortes indícios de que ele continuou atuando até novembro de 2014, segundo os investigadores, mesmo após deflagrada a operação. O fato foi considerado "perturbador" pelo juiz federal Sérgio Moro, que conduz os processos do caso. A suspeita dos investigadores é de que foram firmados contratos fictícios de consultoria para encobrir o pagamento de propina. De acordo com o juiz, faltam detalhes do trabalho feito e a contratação de funcionários para realizá-lo. A ação de Góes no esquema de corrupção da Petrobras teria sido similar a do doleiro Alberto Youssef, que entregava dinheiro e cuidava da movimentação dos valores em contas no exterior. Seu papel seria o de "um intermediador profissional do pagamento de propinas por empresas privadas a dirigentes ou empregados da Petrobras", segundo o despacho. Segundo os investigadores, o consultor era representante de empreiteiras no esquema montado na Diretoria de Serviços e na BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras no setor de postos. Seu nome surgiu a partir do depoimento do ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco, que fez acordo de delação premiada. Mário Góes, em seu depoimento à polícia, manteve-se calado diante da maior parte das perguntas dos delegados. As empreiteiras que aparecem nos documentos apreendidos têm negado envolvimento com as irregularidades e afirmaram que não iriam se manifestar sobre a investigação em andamento.

Estadão Conteúdo

Em discurso emocionado, Mujica se despede da presidência do Uruguai

01 de Março de 2015 - 13:00

Ao se despedir da presidência, nesta sexta-feira (27), José Mujica deu um "abraço simbólico", como ele mesmo denominou, na principal praça de Montevidéu, capital do Uruguai. Em discurso breve, o presidente relembrou seu passado e do país. "Nossa democracia começou a ficar doente porque não havia nada para dividir, e, sem nos darmos conta, caminhávamos para a confrontação. Sofremos e fizemos sofrer e somos conscientes, pagamos preços enormes, mas seguimos vivos e serenos, aprendendo com a adversidade", disse emocionado. Mujica deixa o cargo neste domingo (1º), quando passa a presidência ao ex-presidente e aliado, Tabaré Vázquez. Milhares de uruguaios estiveram presentes no evento em apoio ao presidente.

Jovem que pediu autorização para morrer recebe visita de Michelle Bachelet no hospital

01 de Março de 2015 - 12:45

No último sábado (28), a presidente do Chile, Michelle Bachelet, visitou a adolescente Valentina Maureira, 14, no hospital de Santiago. A menina, que sofre de fibrose cística, publicou um vídeo no Youtube pedindo para a governante autorização para “dormir para sempre” e pôr fim a seu sofrimento. O vídeo teve milhares de visualizações e a garota tornou-se conhecida em todo o país. Junto à ministra da saúde, Carmen Castillo, Bachelet ficou mais de uma hora no hospital visitando a garota, que estava acompanhada dos pais. Valentina se encontra em estado “estável” e o seu tratamento é garantido pelo sistema público chileno. A fibrose cística é uma doença hereditária e já havia causado a morte de um dos irmãos da menina. O Chile não dispõe uma regulação sobre a eutanásia e o vídeo publicado fez com que o debate sobre a possibilidade de decisão dos doentes terminais ressurgisse no país. O governo Chileno disse que, apesar de não poder autorizar a eutanásia, por não existir na legislação atual, será oferecido todo o suporte à jovem e sua família.

 

Aos 71 anos, morre cineasta baiano Tuna Espinheira

01 de Março de 2015 - 08:50

 

Aos 71 anos, o cineasta baiano Tuna Espinheira faleceu na tarde deste sábado (28), no Hospital da Bahia. De acordo com familiares, Espinheira morreu por volta das 15h30, em decorrência de um câncer. Ele já estava internado há alguns dias na unidade médica, mas a doença foi diagnosticada tardiamente. O sepultamento do cineasta acontecerá na manhã deste domingo (1º), às 11h, no Cemitério Jardim da Saudade. Baiano de Poções, Tuna Espinheira atuou por mais de 30 anos no cinema baiano como documentarista, tendo realizado diversos curtas-metragens. Sua primeira produção, lançada no ano de 1969, tratou sobre o Rei do Baião, Luiz Gonzaga. Tuna Espinheira também escreveu e dirigiu o “Major Cosme de Farias: O Último Deus da Mitologia Baiana”, “Dr. Sobral Pinto”, “Samba Não Se Aprende na Escola”, “Comunidade do Maciel”, “O Fazendeiro do Ar”, “A Ilha da Resistência”, entre outros. O cineasta chegou a atuar em alguns filmes, a exemplo de “Um Sonho de Vampiros”, de Iberê Cavalcanti, 1969, e “Cascalho”, dirigido por ele. Este foi o primeiro longa-metragem de ficção do cineasta, baseado no romance de Herberto Sales. Totalmente filmado em Andaraí, na Chapada Diamantina, o filme conta a saga dos garimpeiros na região na primeira metade do século passado (anos 30) e suas disputas com os coronéis.

Família

Tuna Espinheira é irmão de Ruy Espinheira Filho, o primogênito de sete irmãos e imortal da Academia de Letras da Bahia. No último dia 28 de dezembro, um dos irmãos mais novos do cineasta, o geólogo Paulo Espinheira, também morreu em decorrência de um câncer dois dias depois do aniversário.

Youssef liga Esteves a suposto esquema na BR Distribuidora, diz revista

01 de Março de 2015 - 08:20

A revista Época desta semana traz reportagem com trecho da delação premiada do doleiro Alberto Youssef, em depoimento na Operação Lava Jato realizada pela Polícia Federal e Ministério Público, envolvendo o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, num suposto esquema de corrupção com uma empresa vinculada à BR Distribuidora. De acordo com a revista, Esteves estava envolvido em 2008 com o empresário Carlos Santiago na empresa Derivados do Brasil, a DVBR, uma rede de 118 postos de combustíveis com atuação principal em São Paulo e Minas Gerais. A reportagem relata que a sociedade acumulou prejuízos e em 2011, Santiago e executivos do banco BTG procuraram a BR Distribuidora, uma subsidiária da Petrobras. A empresa coligada da estatal teria aceitado pagar recursos para colocar sua marca na rede DVBR e garantir que essa companhia apenas compraria combustível da BR Distribuidora. Segundo a reportagem, a BR Distribuidora em 2011 era dominada por três forças políticas que teriam indicado diretores da companhia. Uma delas era o ex-ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, o senador Fernando Collor (PTB-AL) e a bancado do PT na Câmara. Youssef teria relatado que ocorreu o pagamento de propina de R$ 6 milhões no negócio entre a BR Distribuidora e a DVBR e ele foi responsável para entregar o dinheiro. Destes recursos, metade do valor foi entregue ao senador Fernando Collor, uma parte para empregados da BR e outra parcela para Pedro Paulo Leoni Ramos, amigo de Collor e que participou de seu governo quando foi presidente da República. Em nota enviada à revista, o banco BTG nega qualquer envolvimento sobre o que foi narrado pelo doleiro Youssef. "O Banco BTG Pactual esclarece que o investimento na Derivados do Brasil foi feito pela BTG Alpha Participações, uma companhia de investimento dos sócios da BTG, e não pelo Banco BTG Pactual", diz a nota. Segundo a revista, a BR Distribuidora também apontou que o contrato com a DVBR requereu investimentos compatíveis a valores de mercado e que a sociedade foi importante para elevar sua participação no setor, sobretudo em São Paulo. Pedro Paulo Leoni Ramos relatou em nota à Época negar "qualquer atuação em negócios referentes a 'embandeiramento' de postos pela BR Distribuidora" e que "desconhece informações relativas ao assunto". O senador Fernando Collor também manifestou em nota à revista que os relatos de Youssef "padecem de absoluta falta de veracidade e credibilidade, ainda mais quando recolhidas e vazadas de depoimentos tomados em circunstâncias que beiram a tortura de um notório contraventor da lei, agravados por suas condições físicas e psicológicas."

Estadão Conteúdo

 

 
 
 
linha190 

 
 
linha190 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Contatos 
Marcus Aragão
Adelmo Mota

Erica Manoela
Paulo Pinto

Liliane Pimenta
Colunas
Pau na preá
Falando direito

Tecnologia

Notícias
Relatório policial
Alagoinhas


Mundo
Saúde
Esporte
Beleza